Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

matriz2006

matriz2006

01
Nov16

Pão por Deus

 "Pão por Deus"

 

Em Portugal, no dia de Todos os Santos, de manhã bem cedinho, as crianças saem à rua em pequenos grupos para pedir o "Pão por Deus".

Passeiam assim por toda a povoação e ao fim da manhã voltam com os seus sacos de pano cheios de romãs, maçãs, doces, bolachas, rebuçados, chocolates, castanhas, nozes e, às vezes, até dinheiro!

Há povoações em que se chama a este dia, o "Dia dos Bolinhos".

 

Depois, almoça-se e vai-se ao cemitério pôr flores nas campas dos familiares já falecidos.

 

Dia de Finados

  •  O culto aos mortos (mais precisamente dos que se encontram no Purgatório) foi estabelecido pela Igreja católica com o nome de Finados.

  • É comemorado no dia 2 de Novembro de cada ano, logo depois do dia de Todos os Santos (1 de Novembro).

  • No início não se comemorava nos cemitérios. Só com o tempo é que a festa evoluiu e se fez acompanhar com velas e flores nos cemitérios.

  • Sabias que o culto dos mortos existe em quase todas as culturas do mundo? Até nas que nunca ouviram falar umas das outras!

  • Em Portugal e noutros países da Europa, o Dia de Finados é celebrado com tristeza, pois recordam-se as pessoas de família e amigos que já morreram.

    As pessoas vão aos cemitérios, deixam ramos de flores nas campas e acendem velas para iluminar os falecidos no caminho até ao Paraíso e mandam rezar missas em seu nome.

  • Sabias que as flores que se põem nas campas são, por tradição nesta altura do ano, os crisântemos?

  • Mais um pormenor muito mórbido (brrr) acerca do Dia de Finados e o Dia de Todos os Santos: o terramoto de 1755, aquele enorme que houve em Lisboa e que matou milhares de pessoas, foi no dia 1 de Novembro!
  •  Imagina as pessoas nas igrejas, a rezar pelos seus mortos... Foi uma grande tragédia, e tudo isto fez com que as consequências do terramoto fossem ainda piores. Houve incêndios, pessoas soterradas, etc.

  • Mas existem países em que o Culto dos Mortos é comemorado de uma maneira completamente diferente.
    Por exemplo, no México, que também é um país católico, fazem uma festa enorme e alegre!

     

    Uma coisa muito boa que não sabias de certeza é que é costume os padrinhos oferecerem um bolo, o Santoro, aos seus afilhados no Dia de Todos os Santos! Já viste o que tens andado a perder?

  • Antigamente todas as pessoas iam pedir o "Pão por Deus" porque havia muita pobreza e havia mesmo necessidade de pedir.
  • Normalmente as pessoas punham as mesas com o que tinham em casa (comida e bebida) e, quando chegavam os pobres, entravam e comiam à vontade e à saída ainda lhes davam mais alguma coisa.

  • Hoje já só pedem as crianças para não se perder a tradição. E mesmo assim, só nas terras mais pequenas.
    Sabias que aí é costume neste dia as pessoas confeccionarem broas para comerem e darem?

     Que dizer no "Pão por Deus"


    Ao pedir o "Pão por Deus", cantam-se as seguintes cantilenas enquanto se anda de porta em porta:

     

          "Pão por Deus,

          Fiel de Deus,

          Bolinho no saco,

          Andai com Deus."


    Ou então
        :
          "Bolinhos e bolinhós

          Para mim e para vós

          Para dar aos finados

          Qu'estão mortos, enterrados

          À porta daquela cruz


          Truz! Truz! Truz!

          A senhora que está lá dentro

          Assentada num banquinho

          Faz favor de s'alevantar

          P´ra vir dar um tostãozinho."


    Quando os donos da casa dão alguma coisa
        :
            "Esta casa cheira a broa

            Aqui mora gente boa.

            Esta casa cheira a vinho

            Aqui mora algum santinho."


    Quando os donos da casa não dão nada
        :
            "Esta casa cheira a alho

            Aqui mora um espantalho

            Esta casa cheira a unto

            Aqui mora algum defunto."

 

(agradeço ao site "JÚNIOR", a preciosa ajuda na elaboração deste post)

Esta não faz parte das tradições da nossa terra. Quem sabe, um destes anos, nós na Associação não vamos recriar uma brincadeira destas? Aqui fica o desafio, quem quiser colaborar é só avisar.

Para nós, o dia "grande" de ir ao cemitério (digo grande, porque todos os dias são dias, para quem quiser), é no feriado de 1 de Novembro, onde todas as campas estão enfeitadas com o maior colorido e rigor ( nalguns casos, até toca o exagero), e onde o cemitério tem a visita de imensas pessoas ( não sei calcular o nº), que assistem à procissão e missa campal. Daí, eu colocar este post no dia de hoje.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.