Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

matriz2006

matriz2006

21
Fev08

Desta Saudade que é Tua

 

 

 

Desta Saudade que é Tua

Na memória dos dias
Desprende-se o suspiro da tua ausência
A fronteira entre a tua falta e a saudade
É tênue caminho escolhido pelo olhar
Nenhum muro, nenhuma porta
Somente o som dos teus passos
Fazendo-me labirinto à tua lembrança

À minha frente um mar de indagações
O horizonte afagando minha espera
O ondear condescendente da imaginação
Colhendo o silêncio do meu alvorecer
Suspirando as palavras que não me disseste
Deixo a saudade estender-se na imensidão
Como se minhas mãos pudessem romper o azul...

 

 

Fernanda Guimarães

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.