Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

matriz2006

matriz2006

20
Fev08

A lembrança

 

 

A lembrança

O céu hoje está plúmbeo, e eu estou como o céu
Corre-me o sangue nas veias cinzentão.
Dois pombos-correios lá nas alturas voam prò seu destino.
Estou ouvindo Ana Moura
"Os Búzios"
"À espreita está um grande amor, mas guarda segredo"
E eu sem inspiração, recatado
Oiço a sua bela voz.
Através da janela vejo uma senhora sentada no jardim,
O seu olhar está como céu,
Os seus movimentos são lentos,
O que estará a pensar?...
Talvez recordando um grande amor, uma boa amizade,
Mas porque é que a gente, há-de pensar no passado,
No futuro, se só somos donos do presente...
Uma lágrima veio atrevida dizer-me:
Porque recordar também é viver.
Hoje não sei o que tenho,
Apetecia-me ir ao Alentejo respirar,
Subir à serra e tocar no rosmaninho,
Mexer na terra, beber água do recato
Ouvir o trigueirão, a cotovia, o Cartaxo,
Apetecia-me abraçar a planície colorida
Olhar o horizonte, e sentir alguém muito distante...



20.02.2008 Aires Plácido


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.