Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

matriz2006

matriz2006

16
Mai13

...

"Nosso medo mais profundo não é o de não sermos bons o suficiente. O nosso medo mais profundo é o de sermos poderosos além das medidas. É a nossa luz, e não a nossa escuridão, o que mais tememos. Por isso nos perguntamos: Quem somos para no...s
considerarmos brilhantes, maravilhosos, talentosos, fabulosos?
Nós somos crianças de Deus. A nossa falsa humildade não vai servir o mundo. Não há nada de iluminado nesse encolher-se para que outros não se sintam inseguros à nossa volta. Estamos todos aqui para irradiar, como fazem as crianças e, à medida que deixamos a nossa luz brilhar, inconscientemente damos aos outros permissão para que brilhem também.
À medida que nos libertamos do nosso próprio medo, a nossa presença, automaticamente, liberta os outros para que façam o mesmo. A segurança só para alguns é, de facto, a insegurança para todos."

Marianne Williamson
Ver
Foto: "Nosso medo mais profundo não é o de não sermos bons o suficiente. O nosso medo mais profundo é o de sermos poderosos além das medidas. É a nossa luz, e não a nossa escuridão, o que mais tememos. Por isso nos perguntamos: Quem somos para nos considerarmos brilhantes, maravilhosos, talentosos, fabulosos? Nós somos crianças de Deus. A nossa falsa humildade não vai servir o mundo. Não há nada de iluminado nesse encolher-se para que outros não se sintam inseguros à nossa volta. Estamos todos aqui para irradiar, como fazem as crianças e, à medida que deixamos a nossa luz brilhar, inconscientemente damos aos outros permissão para que brilhem também. À medida que nos libertamos do nosso próprio medo, a nossa presença, automaticamente, liberta os outros para que façam o mesmo. A segurança só para alguns é, de facto, a insegurança para todos."Marianne Williamson