Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

matriz2006

matriz2006

12
Jun12

..

Temos de pensar que somos folhas de uma árvore, e a árvore é a humanidade.
Não podermos sobreviver sem os outros, sem a árvore.”
(Pablo Casals)






Amizades além da virtualidade


Por uma tela, os conheci....
Aprendi a amar, a rir e a chorar.
Aprendi a acreditar, pois deles só posso "ver" os sentimentos.
Aprendi a gostar sem saber a cor, o credo, classe social ou algo mais, coisas típicas de nossa sociedade material.
Doei.. um pouco de mim, um pouco de tempo. E até de trabalho também...
Mas recebi muito mais! Recebi calor humano, carinho e amor de pessoas
que, talvez sem o computador, nem imaginasse existir.
Por força do hábito, chamo-as de amigos virtuais.
Virtuais? Que nada! São tão reais quanto eu... Ah! Quem dera o mundo aprendesse essa lição!
Aprender a gostar sem julgar, sem buscar factores externos ao amor e à compreensão.

Valeu cada minuto investido em frente ao PC... tantos amigos arrumei.

Momentos engraçados, divertidos e outros nem tanto, pois na internet nem tudo que falam é verdade, mas meus amigos além da virtualidade são especiais... e os virtuais ... tão necessários!... amigos da madrugada, na qual a maioria só conheco por fotos e letras...mas na hora do tédio, desânimo, estresse, desistência... muitas vezes são os que estão online.
Somos amigos além da virtualidade, sim!

Obrigado pelo maravilhoso carinho,
Beijinho
Lu

(dedicado a Ricardo Junior)

Photobucket