Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

matriz2006

matriz2006

21
Set10

...

OLHANDO A CHUVA

GOSTO DE VER A CHUVA CAIR
DEBRUÇADA EM MINHA JANELA
DEPOIS O ARCO IRIS DE TONS MULTICORES
EM LINDOS MATIZES FAZENDO AQUARELA.

DEPOIS DA CHUVA É O SOL QUE BRILHA
LEVANDO À TERRA LUZ E CALOR
A NATUREZA SALTITA DE ALEGRIA
TANTA PERFEIÇÃO, OBRA DO CRIADOR.

A ÁGUA QUE LAVA E QUE TUDO PURIFICA
QUE LEVA VIDA ONDE A DOR SE ESCONDE
LEVA-ME BEM LONGE, DOCE MELANCOLIA
TRAZENDO-ME SAUDADES NÃO SEI BEM DE ONDE.

QUANDO EU CRIANÇA, OUVI MINHA MÃE DIZER
NO FIM DO ARCO IRIS TEM UM POTE DE OURO
EM MINHA INOCENCIA, AVISTANDO O ARCO IRIS
CORRIA COMO LOUCA A BUSCAR O MEU TESOURO.

A ÁGUA QUE CORRE MANSA E SUTIL
É UMA FONTE GERADORA DE VIDA
NASCENTE DE RIOS, DE LAGOS E DE MARES
DE ROSA, DE LÍRIOS, DE CRAVOS E MARGARIDAS

EM DUETANDO O MOUREJAR DE PINGOS
MEU EU INTERIOR AFLORA A TODO INSTANTE
PENSAMENTO VAGUEIA A REVER CONCEITOS
MINHA CONSCIENCIA, MEU GRILO FALANTE.



DAGMAR SOUSA

enviado por Fernando Peixoto

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.