Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

matriz2006

matriz2006

25
Mai10

Para ti, João Vítor

Ao meu Filho João Vítor

 

 

 

 

 


 

 

 

 


Eu  dei-te  a vida ,
mas não posso vivê-la por ti.

Eu posso mostrar-te caminhos ,
mas não posso estar neles para te liderar .

Eu posso levar-te à igreja
mas não posso fazer com que tenhas  fé .

Eu posso mostrar-te a diferença entre o certo e o errado,
mas não posso sempre decidir por ti .

Eu posso comprar-te  roupas bonitas,
mas não posso fazer-te bonito por dentro .

Eu posso  dar-te conselhos ,
mas não posso segui-los por ti .

Eu posso  dar amor ,
mas não to  posso impôr .

Eu posso ensinar-te a compartilhar,
mas não posso fazer-te generoso .

Eu posso ensinar-te  o respeito ,
mas não posso forçar-te a ser respeitoso .

Eu posso aconselhar-te sobre amigos,
mas não posso escolhê-los por ti .

Eu posso alertar-te sobre sexo seguro,
mas não posso manter-te puro .

Eu posso informar-te  sobre álcool e drogas ,
mas não posso dizer "NÃO" por ti. .

Eu posso falar-te sobre o sucesso,
mas não posso alcançá-lo por ti .

Eu posso ensinar-te  sobre a gentileza ,
mas não posso forçar-te  a ser gentil .

Eu posso orar por ti,
mas não te posso impôr  Deus .

Eu posso falar-te da vida,
mas não posso dar-te  vida eterna .

 

 

 

Mas hoje posso dizer que me sinto feliz por todos os caminhos que trilhas, pela alegria que imprimes em tudo que fazes, pelo amor e carinho que irradias.


Mas há uma coisa que eu posso...

 

Posso dar-te amor incondicional por toda a minha existência .
... e isso eu farei ....
 

 


 

 


Em algum lugar do passado nos encontramos,

 

há 25 anos nos cohecemos 
E fizemos um pacto de amor incondicional.
Selamos a nossa vida com flores,

 

recheada de confiança, alegria e bons valores,
através de todos os caminhos que trilhamos juntos.

A nossa caminhada não foi em vão.
O perfume das flores e o imenso amor que sentimos
Nos faz entender que apesar das dificuldades vividas em alguns momentos
O amor sempre esteve e estará presente onde quer que estejamos.

Eu amo-te e sinto-me orgulhosa do presente que recebi de Deus: Tu, João Vítor!

Parabéns!

 


adaptado de Silvia Schmidt