Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

matriz2006

matriz2006

23
Out07

O Sonho

 

 

O sonho...


 

Fecho os olhos e vejo a minha alma. Grita, foge... sem lugar. Espírito livre preso às amarras da vida. Dentro de mim há o contentamento e a desilusão de ter conseguido e não ter chegado a lugar algum... e a dúvida paira. Sigo, mas não sei qual o meu passo. Sonhos perseguidos sem lugar, sem espaço para florescerem. Refugio-me num mundo de lua, céu estrelado e mar... areal de ondas que levam os sonhos banhados de azul e cinzento... deixo uma lágrima para juntar ao teu sal. Talvez ela persiga um sonho que dê vida... que seja de um azul escuro intenso e brilhe ao sabor da noite de Lua Cheia...

Fui simplesmente eu... e agora perco-me. Cheguei a este mar e o horizonte é tão infinito, tão longínquo. Sento-me à tua beira, sinto-te e...

Fecho os olhos e procuro a minha alma feita de sonhos. Passeia na areia junto ao mar, sente o cheiro a maresia e... tenho uma alma feita de ondas, de espuma branca e sonhos realizados. Fico assim... lá fora, as ondas levam os meus sonhos misturados em sal... cá dentro há o meu mar, os meus sonhos, a minha noite estrelada ao luar...

Fecho os olhos e finjo que a vida é um sol matinal a bater na janela... só no meu interior continua a valer a pena sonhar... a vida é uma oportunidade de perseguir sonhos... conseguir alcançá-los... mas por vezes não há espaço para os viver.

Fecho os olhos. Deixo a minha alma junto ao mar...