Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

matriz2006

matriz2006

25
Nov07

Mulheres

 

Mulheres...

Deus,
Coloque um espelho no meio do meu caminho entre a lavandaria, o supermercado, o sapateiro, o colégio e a locadora. E que, ao me olhar, eu goste do que veja. Não deixe que eu passe uma semana sem usar um batom bem vermelho, uma bota bem alta ou um jeans bem justo. Proteja meus cachos do vento e os brincos dos olhares invejosos. Que nunca faltem na minha vida comédias românticas e boas depiladoras. Deixe que eu fecho os registros e as janelas. Mas, por favor, abra algumas portas. Se eu estiver com vontade de chorar, faça com que eu chore um dilúvio. E que tenha saído de casa sem pintar o olho. Para cada dia de TPM, me dê uma vitrine com sapatos lindos. Já que nunca pedi milagres, faça com que minhas celulites sejam ao menos discretinhas. Me dê saúde, tempo livre, silêncio. E um dermatologista de 
confiança. Também vizinhos tolerantes que não perguntem por que eu corro na esteira depois da meia-noite. Dê forças para eu insistir que meus filhos comam salada, digam obrigado, limpem a boca no guardanapo, façam as pazes e puxem a descarga. Cegue meus olhos para as sujeiras nos cantos e os brinquedos no meio da sala. Não deixe que a minha testa fique franzida como 
uma saia plissada. Ajude para que eu chegue do trabalho e ainda consiga brincar, fazer cosquinha, pintar dentro da linha preta. E se eu não tiver a menor condição de me manter em pé, faça com que as crianças voltem dormindo da escola. Dê firmeza para os meus seios e os meus argumentos. Entenda se 
eu pintar as unhas e roer tudo depois. Faça com que o sol seja meu personal trainer, meu complexo de vitaminas, meu carregador de bateria – mas quando eu pedir um diazinho de chuva, não pergunte por quê. Afaste os homens que 
não elogiam e os que buzinam antes de abrir o sinal. Proteja minhas poucas horas de sono e não me julgue mal caso eu não acorde de madrugada para cobrir meus filhos. Que o trabalho não seja bom sómente no dia do pagamento. Para cada batata quente, me dê um café recém-passado. Ilumine o espelho do banheiro e proteja minhas pinças, meus cremes e segredos. Entenda quando eu rezo para cancelarem uma reunião – não é gastar reza à toa, pode ter certeza. Faça com que eu siga a dieta e a intuição. Ajude a não faltar gasolina, não furar o pneu, não arranhar calota. E afaste os motoqueiros do meu retrovisor. No meio de tudo isso, faça com que eu arranje tempo para virar namorada de novo, ir ao cinema, jantar fora, beijar na boca, dormir abraçadinha. Por mais complicado que seja o meu dia, 
faça com que ele termine. E não eu.


(AD)adaptado