Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

matriz2006

matriz2006

11
Out07

Meu Coração

 

 

MEU CORAÇÃO
 
 
Como nómada errante
Ou ave de arribação,
Em caminhada constante
Anda assim meu coração.
 

Para ele não há fronteiras
Obstáculos… obrigações:
Salta todas as barreiras,
Correndo atrás de ilusões.
 

E nunca está satisfeito
Esteja ele onde estiver;
Confuso, corre sem jeito;
Quer tudo, sem nada querer!
 

Mesmo que sejam miragens
Feitas de sonho ou saudade,
Não pára. Sempre em viagem,
Vai fugindo à realidade.
 

Teima, não quer aceitar
Que o amor não dura sempre.
Como um louco, sem parar…
Vai morrendo lentamente!
NALA
(Austrália)
enviado por Fernando Reis Costa

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.