Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

matriz2006

matriz2006

31
Mai09

Fim de tarde

 

Me digam porquê?!

desta pressa

sem correr,



correm, passam,

olham sem ver...


 

Medo de parar,

de sentar

de escutar,

de estender a mão

indiferentes a tudo

à guerra,

à fome,

ao medo,


ao medo de dizer sim

a certeza de dizer não!

(Poesia de São Pecheiro)

                                                 

São Percheiro

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.