Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

matriz2006

matriz2006

27
Mar09

Ventre de mulher

Ventre de mulher

Tu, que abraças a vida
Com terno abraço,
Que finges alegria
Envolta em cansaço,
Que semeias pensamentos
Na Primavera das tuas ilusões,
Mostras ao mundo
A força que tens!
Do teu ventre saem raízes
Que são mistérios de amor,
Pedaços de vida
Em terra lavrada,
Colhidos com dor!
Porque essa semente,
Crescendo em teu ventre
E alimentada por ti,
Vai vivendo
Do amor que lhe transmites
E crescendo,
Te pede para nascer...
E o teu corpo se rasga
A um grito de vida
E a terra é regada
Com suor e sangue
Que de ti jorra
Quando a semente,
É lançada à terra!
E tu, estendes teus braços
Para o mundo alcançar...
Mas quantas vezes
A indiferença, a farsa,
Te quer abraçar.
O mundo se esquece
Da mulher, do seu valor,
E por vezes a trata
Com total despudor!
Mas tu, desafiando o mundo
Com a força que tens,
Tens encantos mil,
Mostras que também és flor
Duma manhã de Abril
E que igual a ti
Não há mais ninguém!
Porque, além de mulher,
Tu também és mãe!
E o homem, por mais forte
Que possa parecer,
Quem um dia lhe deu vida
Foi um ventre de mulher!
                                                         Albina Dias