Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

matriz2006

matriz2006

26
Mar09

Prisioneira

Prisioneira sem grades
sem ferros forjados
barreiras vencidas
prisioneira procuro,
no vago no escuro
as dores não contidas!
Sou ave sou vento
procura lamento,
no leito do rio
de vestes despida
me enrosco em teu peito
assim... a meu jeito!
Prisioneira procuro
das grades fugir
sem medos segura!
 
São Percheiro,