Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

matriz2006

matriz2006

02
Jan07

Sinceridade

 

SINCERIDADE

Sinceridade ainda existe,
 não é qualidade abstrata.
Acredito nas pessoas sinceras,
por mais que doa,
arrebente,
machuque
ou magoe.

A sinceridade constrói:
amizades, amores, paixões...
Mas quando é esquecida,
provoca desilusões,
dessas que derrubam qualquer um
até o chão da mediocridade,
que vai além do solo material.

Sou das que caem,
todavia, bem depressa me levanto.
Mesmo fraca, reconsidero a situação
e parto para ir em busca da solução:
Gente.
Eu sou carente de gente.
Nem todo ser humano é gente,
mas toda gente é ser humano.

Quando a racionalidade domina,
a névoa encobre a emoção de cada um,
e eu não vou encobrir a minha.
Procuro o equilíbrio,
dois e dois são quatro,
mas quatro são diferentes.

É importante negar,
razão mal empregada só gera distúrbio.
O poder é emocional,
mas só chega ao poder
quem voa incessantemente da razão.
Por isso, a razão pura não me satisfaz.

Eu quero um pouco de tudo.
Eu não quero poder, quero respeito.
Eu não sou bobo da corte intencionalmente,
apenas liberto aquilo que todos escondem,
liberei a minha personalidade.
Mostrei às pessoas algo que somente,
há tempos, eu mesma via no espelho

Eu sou por todos, às vezes, mais que por mim.
Sou pela diferença consciente
e pela igualdade de direitos e deveres.
Sou pela revolução dos costumes
e pela preservação da vida.
Não na mediocridade que se encontra,
mas na maravilha que ela é.