nomeblog
,
Quarta-feira, 30 de Abril de 2008

A FOLHA É COMO A VIDA

A FOLHA É COMO A VIDA


A FOLHA É COMO A VIDA
TEM SEU TEMPO DE VIVER
E DE UMA FORMA SENTIDA
VAI RELEMBRANDO O SEU NASCER

NASCEU NUM VERDE DE ESPERANÇA
QUE NO TEMPO SE VAI PERDENDO
DEPOIS SÓ FICA A LEMBRANÇA
DO TEMPO QUE FOI VIVENDO

A FOLHA É COMO A VIDA
É LINDA QUANDO AO NASCER
MAS DEPOIS É DESPROTEGIDA
COMO É AGONIZANTE O SEU DESAPARECER

Fernando Peixoto

publicado por Marisa às 23:59

link do post | comentar | favorito
|

Passagens desta caminhada

Passagens desta caminhada

 

 

 

 

 

 

Eu sou alguém que apelidaram de poeta,

Mas sei que poetisa eu não sou.

Eu apenas, através  duma caneta,

Escrevo aquilo que a alma me ditou.

 

É a maneira que encontro p’ra dizer

Tudo quanto o coração não quer calar.

É um lenitivo, quando estou a escrever,

E a minha mágoa vai aliviar.

 

Os meus versos são de simples amador,

Ser poeta eu não tenho a pretensão:

O que escrevo traduz o meu amor,

Faço-o ao ritmo do bater do coração…

 

São impulsos ditados no momento

Que me obrigam a não ficar calada,

Factos que me vêm ao pensamento,

Passagens desta minha caminhada.

 

 
 Albina Dias
 
 
 
 
publicado por Marisa às 23:54

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Eu quero ter felicidade

Eu quero ter felicidade

            

Só sei que não sei de nada
Onde vou o vai ser
Não sei lá no fim da estrada
O que vai acontecer, não sei
Só sei que te quero agora

Amanhã se vê depois
Só sei que esse amor devora
Cada pensamento de nós dois
Eu quero ter felicidade
Eu quero ter felicidade
Não sei quanto tempo resta
Se em 2008 vai se acabar

Só sei que sofrer não presta
E que eu fui feito pra te amar
Só sei que você é linda
Ter você é bom demais
Sei tudo sei mais ainda
Sei que cada vez te quero mais

Não sei se há vida em marte
Nada vai mudar pra mim
Só sei que o amor é arte
Falo de um amor que não tem fim
Não sei quantos grãos de areia
Tem do cais até o mar
Não sei se esse amor é sonho
Mais se for não queira me acordar

( Peninha / Carlos Colla )

publicado por Marisa às 23:01

link do post | comentar | favorito
|

Será??

 

Sabedoria: 5

 

publicado por Marisa às 21:37

link do post | comentar | favorito
|

Última Hora

 

 

Amanhã é feriado...
publicado por Marisa às 21:07

link do post | comentar | favorito
|

Amizade

 COM MUITOS BEIJINHOS

publicado por Marisa às 20:34

link do post | comentar | favorito
|

CHOVE DENTRO DE MIM

 

 

CHOVE DENTRO DE MIM
Beija-flor
Certas recordações em nosso peito
Por vezes vêm ralar e queimar mais que carvão ativado!
Para manter o coração calado
Tento ignorar as sombras turvas em minha face!
 
Ouvindo a canção da chuva que diz:
Onde estás? Como estás? Com quem estás agora?
Percebo com o rolar do tempo
Que minha angústia se agrava!
 
E que o tempo agora, não reponde o que eu vivo perguntando.
Até quando? Até quando?
Muito tempo ainda hei que esperar
Pra saber como será o amanhã que eu desejo!
 
Como estará meu caminho? Será que já floriu?
Eu não quero mil amores
Eu quero um amor nota mil
 
Tento olhar para o céu,
Procuro o meu sol, mas
Está encoberto
Minhas lágrimas caem lentas como as folhas ao léu
 
E assim é que os mistérios da chuva aflora esta minha aflição
Pois toda a vez que começa a chover
Lembranças chovem em meu coração.
 
Iranimel 
publicado por Marisa às 19:51

link do post | comentar | favorito
|

AMO!!!!

 

AMO!!!!

 Amo andar pelas tardes sem som, brandas, maravilhosas
Com riscos de andorinhas pelo céu.
Amo ir solitário pelos caminhos
Olhando a tarde parada no tempo
Parada no céu como um pássaro em vôo
E que vem de asas largas se abatendo.
Amo desvendar a vaga penumbra que desce
Amo sentir o ar sem movimento, a luz sem vida
Tudo interiorizado, tudo paralisado na oração calma…

Amo andar nessas tardes…
Sinto-me penetrando o sereno vazio de tudo
Como um raio de luz.
Cresço, projeto-me ao infinito, agitando
Para consolar as árvores angustiadas
E acalmar os pinheiros moribundos.
Desço aos vales como uma sombra de montanha
Buscando poesia nos rios parados.
Sou como o bom-pastor da natureza
Que recolhe a alma do seu rebanho
No agasalho da sua alma…

E amo voltar
Quando tudo não é mais que uma saudade
Do momento suspenso que foi…
Amo voltar quando a noite palpita
Nas primeiras estrelas claras…
Amo vir com a aragem que começa a descer das montanhas
Trazendo cheiros agrestes de selva…
E pelos caminhos já percorridos, voltando com a noite
Amo sonhar…

                                                     Vinicius de Moraes

publicado por Marisa às 16:43

link do post | comentar | favorito
|

Cantigas na janela

 

 

Cantigas na janela
 
Foram cantigas á janela
Foi uma melodia bela
Que na noite ecoou
E não tão cedo acabou
 
À luz do luar
Ouvi aquele som
E pus-me a cantar
Tudo aquilo era bom
 
Sentada no parapeito
Cantando à capela
Ali na minha janela
Com a música no peito
 
A lua também cantou
E a mim mirou
Sentada na janela
 
Cantámos as duas
Canções tuas
Melodia tão bela
 

 

publicado por Marisa às 13:16

link do post | comentar | favorito
|

Rosa pintada

Rosa pintada

Pintei para ti uma rosa

uma rosa pequenina

daquelas brancas

tão puras que são gritos

de almas solitárias

que vivem correndo

o seu fado

pintei para ti uma rosa

uma rosa branca, suave

de mil cores imaginadas

tiradas da paleta mágica

que existe na minha alma

pintei o azul do mar

o amarelo do sol

o rosa dos sonhos felizes

o branco do véu da paz

o negro do lamento da noite

o verde das esperanças

e tantas, tantas cores

cores de paz e de guerra

cores de doçura e de força

cores , todas elas bonitas

pequenos pedaços de alma

que deixei para ti

com sorrisos que não dei

com sonhos que não contei

com o carinho e a ternura

de um doce entardecer

eu pintei uma rosa

tão pequenina e formosa

igual a sonho, a mulher

para ti pintei a rosa

que fica testemunha calada

de uma paleta de cores

da alma de quem a pintou

de um poeta sonhador

que vive pintando a vida

com as cores que inventou

 


publicado por Marisa às 13:07

link do post | comentar | favorito
|

COM O TEMPO

 

 

COM O TEMPO

 COM O TEMPO

      Você aprende que estar com alguém
       só porque esse alguém lhe oferece um bom futuro, significa que mais cedo
       ou mais tarde você irá querer voltar ao passado
 
       COM O TEMPO
       Você se dará conta que casar
       só porque "está sozinho(a)",
       é uma clara indicação de que
       o seu matrimônio será um fracasso
 
       COM O TEMPO
    Você compreende que só quem é capaz
       de lhe amar com os seus defeitos,
       sem pretender mudar-lhe,
       é que pode lhe dar toda a felicidade que deseja
 
      COM O TEMPO
      Você se dará conta de que se você
       está ao lado de uma pessoa só para não ficarsozinho(a), com certeza, uma hora você vai desejar não voltar a vê-la
 
       COM O TEMPO
Voce se dará conta de que
       os amigos verdadeiros
       valem mais do que
       qualquer montante de dinheiro
 COM O TEMPO
 Você entende que os verdadeiros amigos
       se contam nos dedos,
    e que aquele que não luta para os ter,
mais cedo ou mais tarde, se verá rodeado unicamente de amizades falsas...
 
       COM O TEMPO
       Você aprende que as palavras
       Ditas num momento de raiva,
Podem continuar a magoar a quem você disse, durante toda a vida...
 
      COM O TEMPO
       Você aprende que desculpar,
      todos o fazem, mas perdoar,
       só as almas grandes o conseguem
 
       COM O TEMPO
       Você compreende
que se você feriu muito um amigo, provavelmente,
       A amizade jamais será a mesma
 
       COM O TEMPO
       Você se dá conta de que
cada experiência vivida com cada pessoa,
       é irrepetível
 
       COM O TEMPO
       Você se dá conta de que aquele que
humilha ou despreza um ser humano, sofrerá as mesmas humilhações
e desprezos, só que multiplicados
 
       COM O TEMPO
       Você aprende a construir
       todos os seus caminhos hoje, porque o terreno de amanhã
 é demasiado incerto para fazer planos
 
       COM O TEMPO
 Você compreende que apressar as coisas ou forçá-las para que aconteçam,
fará com que no final
não sejam como você esperava
 
       COM O TEMPO
       Você se dará conta de que,
 na realidade, o melhor não era o futuro,
       mas sim o momento que estava vivendo naquele instante
 
       COM O TEMPO
       Você aprende que tentar perdoar ou pedir perdão,
     dizer que ama, dizer que sente falta,
       dizer que precisa, dizer que quer ser amigo...
       ....junto de um caixão...
       ....deixa de fazer sentido...
 
      Por isso, recorde sempre, estas palavras:
 
   "O homem torna-se velho muito rápido e sábio demasiado tarde".
 
       Exatamente quando:
      "JÁ  NÃO  HÁ  TEMPO!"
 
     Pensem bem sobre isso!!!!
Desconheço o autor
publicado por Marisa às 13:05

link do post | comentar | favorito
|

Bom Dia

Gifs de Bom Dia

publicado por Marisa às 10:20

link do post | comentar | favorito
|

Acorda para vencer

 

 

Acorda para vencer

 "Hoje, acorda para vencer".

A auto mensagem positiva logo pela manhã é um estímulo que pode mudar o teu humor, fortalecer a tua autoconfiança e,pensando positivo,  reunirás forças para vencer os obstáculos.

* Não deixes que nada afecte o teu estado de espírito.

* Envolve-te  na música, canta ou ouve.

* Começa a sorrir mais cedo.

* Ao invés de reclamares quando o relógio despertar, agradece pela oportunidade de acordares mais um dia.

* Bom humor é contagiante, espalha-o.

* Fala de coisas boas, de saúde, de sonhos, com quem te encontrares.

* Não te lamentes, ajuda as outras pessoas a perceber o que há de bom dentro delas mesmas.

* Não vivas emoções mornas e vazias.
Cultiva o teu interior, extrai o máximo das pequenas coisas.

* Sê transparente e deixa que as pessoas saibam que as estimas e precisas delas.

* Repensa os teus valores e dá a ti mesmo a chance de crescer e seres mais feliz.

* Tudo o que merece ser feito, merece ser bem feito.

* Torna tuas obrigações atraentes, tem garra e determinação.

* Muda, opina, ama o que fazes.

* Não trabalhes só por dinheiro e sim pela satisfação da "missão cumprida".

* Lembra-te, nem todos têm a mesma oportunidade.

* Pensa no melhor, trabalha pelo melhor e espera pelo melhor.

* Transforma os teus momentos difíceis em oportunidades.

* Sê criativo, buscando alternativas e apresentando soluções ao invés de problemas.

* Vê o lado positivo das coisas e assim  tornarás o  teu optimismo uma realidade.

* Não invejes. Admira!

* Sê entusiasta com o sucesso alheio como serias com o teu próprio.

* Idealiza um modelo de competência e faz uma auto avaliação para saberes o que falta para chegar lá.

* Ocupa o teu tempo crescendo, desenvolvendo habilidades e talentos.Só assim não terás tempo para criticar os outros.

* Não acumules fracassos e sim experiências.

* Tira proveito dos teus problemas e não te deixes abater por eles.

* Tem fé e energia, acredita. Podes tudo o que quiseres.

* Perdoa, sê grande para os aborrecimentos, pobre para a raiva,forte para vencer o medo e feliz para permitir a presença de momentos infelizes.

* Não vivas só para o  trabalho.

Tenta outras atividades paralelas como: esportes, leitura, cultiva amigos.

O trabalho é uma das contribuições que damos para a vida, mas não se deve jogar nele todas as nossas expectativas e realizações.

* Finalmente, ri das coisas à tua volta, ri dos teus problemas, dos teus erros, ri da vida.

"A gente começa a ser feliz quando é capaz de rir de nós mesmos."



publicado por Marisa às 04:56

link do post | comentar | favorito
|

SONETO DA FIDELIDADE

SONETO DA FIDELIDADE

 

Eu possa lhe dizer do amor que tive que não Seja imortal, posto que é chama

Mas que seja infinito enquanto dure

De tudo, ao meu amor serei atento

Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto

Que mesmo em face do maior encanto

Dele se encante mais meu pensamento

Quero vive-lo em cada vâo momento

E em seu louvor hei de espalhar meu canto

E rir meu riso e derramar meu pranto

Ao seu pensar ou seu contentamento

E assim quando mais tarde me procure

Quem sabe. a morte, angùstia de quem vive

Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa lhe dizer do meu amor

( que tive ):

Que não seja imortal, posto que é chama

Mas que seja infinito enquanto dure.

 

VINICIOS DE MORAES

 

 

publicado por Marisa às 00:36

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 29 de Abril de 2008

Ter amigos

top-1.jpg crianças - meninas picture by marciacamarinha

Abençoados os que possuem amigos,
os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede
não se compra nem se vende
amigo a gente sente!

Benditos os que sofrem por amigos
os que falam com o olhar.
Porque amigo não se cala
não questiona nem se rende
amigo a gente entende!

Benditos os que guardam amigos
os que entregam o ombro pra chorar.
Porque amigo sofre e chora
amigo não tem hora pra consolar!

Benditos sejam todos os amigos
que acreditam na tua verdade
ou te apontam a realidade.
Porque amigo é a direcção
é a base, quando falta o chão.

Benditos sejam todos os amigos
de raízes, verdadeiros.
Porque amigos são herdeiros
de real sagacidade.

Ter amigos...
é a melhor cumplicidade !


(Machado de Assis)

publicado por Marisa às 23:09

link do post | comentar | favorito
|

A vida e o tempo

 

 

 

publicado por Marisa às 22:57

link do post | comentar | favorito
|

Para...

 

 

Para mulheres e homens fenomenais

Tenhas sempre presente que a pele se enruga,
o cabelo embranquece, os dias convertem-se em anos...
Mas o que é importante não muda; a tua força e convicção não têm idade.
O teu espírito é como qualquer teia de aranha.
Atrás de cada linha de chegada, há uma de partida.
Atrás de cada conquista, vem um novo desafio.
Enquanto estiveres viva, sente-te viva.
Se sentes saudades do que fazias, volta a fazê-lo.
Não vivas de fotografias amarelecidas...
Continua, quando todos esperam que desistas.
Não deixes que enferruje o ferro que existe em ti.
Faz com que em vez de pena, te tenham respeito.
Quando não consigas correr através dos anos, trota.
Quando não consigas trotar, caminha.
Quando não consigas caminhar, usa uma bengala.
Mas nunca te detenhas!!!


(Madre Teresa de Calcutá)
 


 

publicado por Marisa às 22:11

link do post | comentar | favorito
|

Lua

 

 



Lá fora, a lua se desnuda no esplendor azulado do céu que já começa a se vestir de estrelas.
Tudo em mim cala. A alma a sós, rememora à luz branca do luar.

O meu barco sabe por onde navegar, desde muito tempo, o luar me acompanha, desde a fatia minúscula se fazendo lua, até crescer e por fim, lua cheia, mostrando traços indeléveis de simplicidade e hegemonia estética.

A paisagem não precisa de palavras, carece apenas de tons e sobre tons.

A sonoridade dói no ouvido e fere o silêncio.

Silêncio!!! Estou a mirar a lua...

Anne

 

publicado por Marisa às 21:35

link do post | comentar | favorito
|

Amigos

om-amigosverd.gif
 
 
publicado por Marisa às 20:34

link do post | comentar | favorito
|

Monstros

 

 

 

O irrealizável está em nós, nada nem ninguém nos detém para além de nós próprios...
Um dia passaremos pelos nossos próprios monstros e saberemos atravessá-los! 

 

 

publicado por Marisa às 14:41

link do post | comentar | favorito
|

O Teu Riso

 

O Teu Riso

 

Tira-me o pão, se quiseres,
tira-me o ar, mas não
me tires o teu riso.

Não me tires a rosa,
a lança que desfolhas,
a água que de súbito
brota da tua alegria,
a repentina onda
de prata que em ti nasce.

A minha luta é dura e regresso
com os olhos cansados
às vezes por ver
que a terra não muda,
mas ao entrar teu riso
sobe o céu a procurar-me
e abre-me todas
as portas da vida.

Meu amor, nos momentos
mais escuros solta
o teu riso e se de súbito
vires que o meu sangue mancha
as pedras da rua,
ri, porque o teu riso
será para as minhas mãos
como uma espada fresca.

À beira do mar, no outono,
teu riso deve erguer
sua cascata de espuma,
e na primavera, amor,
quero teu riso como
a flor que esperava,
a flor azul, a rosa
da minha pátria sonora.

Ri-te da noite,
do dia, da lua,
ri-te das ruas
tortas da ilha,
ri-te deste grosseiro
rapaz que te ama,
mas quando abro
os olhos e os fecho,
quando meus passos vão,
quando voltam meus passos,
nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera,
mas nunca o teu riso,
porque então morreria.


 

 

 

 

Pablo Neruda

publicado por Marisa às 13:48

link do post | comentar | favorito
|

Uma Grande Amizade

Uma Grande Amizade

 

Somente
o calor
de uma grande amizade
é capaz
de quebrar o gelo
da indiferença
e do egoísmo.

Super e Feliz Dia

publicado por Marisa às 13:19

link do post | comentar | favorito
|

A Porta da solidão

 

 

A Porta da solidão

 

Olho pela varanda o horizonte

Reflicto , este meu triste pensar

As agruras da vida  lá se escondem

Por entre folhagens soltas no ar

 

Queria naquele instante realizar

Todo o meu desejo inquieto, voraz

Abrir aquela porta onde há-de passar

Toda a solidão deste mundo assaz

 

Solidão ,palavra só no seu balbuciar

Quero com ela  nunca  fazer amizade

Haverá sempre uma porta sem tranca

Onde passará a solidão sem vaidade

 

Cecília Rodrigues

publicado por Marisa às 13:00

link do post | comentar | favorito
|

Bom Dia

deus abençõe abençoado

publicado por Marisa às 10:18

link do post | comentar | favorito
|

Bom Dia

Bom Dia: 4

 
 
Levanta-te, sorri, espreguiça-te, espreita
pela janela!  Vês...!!!
O dia  nasceu,  floresceu, o  teu  coração acordou  cheio  de amor  para  a  vida.
Vive a vida.Vamos  sorrir,  amar e  viver!!!
     Um abraço.
publicado por Marisa às 07:08

link do post | comentar | favorito
|

Lute

 

 

 


 

 

Lógico que você merece ser feliz
Um sonho é para ser realizado, e o seu está cada vez mais maduro.
Tenha atitudes positivas: a noite você sonha, de dia realize.
Eleve seu pensamento a Deus diariamente e agradeça tudo que conquistar.

Por favor, não se compare com ninguém .
Entenda de uma vez por todas que você é único.
Lance seu desafio ao Universo e diga:
Agora é a minha vez!

Sua determinação é do tamanho da sua necessidade.
Uma estrada só se vence quando se dá o primeiro passo o sem olhar para a distância.
As boas novas se conquistam com pequenos gestos.

Faça de cada dia, um novo dia de vitória.
Esqueça o passado, perdoe!
Liberte -se de qualquer amarra que possa te segurar no cais da tristeza.
Insista mais um pouco, dê mais um passo.
Cuide de seus pensamentos e suas palavras. Use tudo com bom senso.
Invista na sua paz, diga não quando precisar.
Dedique alguns minutos para cuidar de você diariamente.
Apaixone-se por tudo o que for fazer. Compre a idéia. Vista a camisa.
Definitivamente, eu não conheço ninguém mais pronto para prosperar.
E ser feliz , é a escolha que te cabe nesse momento. Você merece!

 

AD

publicado por Marisa às 00:52

link do post | comentar | favorito
|

O AMOR É UM LABIRINTO

 

O AMOR É UM LABIRINTO




TODOS ESCREVEM SOBRE O AMOR
ESSE AMOR QUE É INCONSTANTE
AMOR QUE POR VEZES É DOR
DE UM SEU VERDADEIRO AMANTE

AMOR QUE TRAÇA O CAMINHO
COM FINAL SEMPRE DESCONHECIDO
POIS POR VEZES TODO O CARINHO
SE TRANSFORMA EM AMOR PERDIDO

O AMOE É UM LABIRINTO
QUASE SEMPRE SEM UMA SAIDA
QUANDO ESCREVO SOBRE O AMOR PRESINTO
QUE PONHO EM RISCO UMA VIDA

 

Fernando Peixoto

publicado por Marisa às 00:14

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 28 de Abril de 2008

...

Boa Noite

Gifs e Mensagens de Beijos para o Orkut

publicado por Marisa às 23:17

link do post | comentar | favorito
|

Boa Noite

 

 

publicado por Marisa às 23:11

link do post | comentar | favorito
|

Seja Feliz

Dê um beijo,
Um abraço,
Um passo em sua direção.
Aproxime-se, cem cerimônia.
Dê um pouco de calor do seu sentimento.
Assente-se bem perto e deixe-se ficar,
Algum tempo, ou muito tempo,
Não conte o tempo de se dar.
Sonhe o sonho, sem duvidar.
Deixe o sorriso acontecer.
Liberte um imenso sorriso.
Olhe nos olhos, aponte um defeito com jeito.
Respeite uma lágrima.
Ouça uma história, ou muitas, com atenção.
Escreva uma carta, e mande-a.
Ajude a resolver um problema.
Pergunte por quê, como vai, como tem passado,
Que tem feito de bom, que há de novo.
E preste atenção.
Sugira um bom passeio, um bom livro,
Um bom filme, mesmo um programa de televisão.
Diga de vez em quando, desculpe.
Muito obrigado.
Não tem importância, que se há de fazer, dá-se um jeito.
Tente, de alguma maneira...
E não se espante se a pessoa mais feliz for VOCÊ.

publicado por Marisa às 22:59

link do post | comentar | favorito
|

De Férias....

 

 

 

 

 

publicado por Marisa às 22:38

link do post | comentar | favorito
|

Mundo Grande

 

 

Mundo Grande

 

 


 

Não, meu coração não é maior que o mundo.
É muito menor.
Nele não cabem nem as minhas dores.
Por isso gosto tanto de me contar.
Por isso me dispo,
por isso me grito,
por isso freqüento os jornais, me exponho cruamente nas livrarias:
preciso de todos.

Sim, meu coração é muito pequeno.
Só agora vejo que nele não cabem os homens.
Os homens estão cá fora, estão na rua.
A rua é enorme. Maior, muito maior do que eu esperava.
Mas também a rua não cabe todos os homens.
A rua é menor que o mundo.
O mundo é grande.

Tu sabes como é grande o mundo.
Conheces os navios que levam petróleo e livros, carne e algodão.
Viste as diferentes cores dos homens,
as diferentes dores dos homens,
sabes como é difícil sofrer tudo isso, amontoar tudo isso
num só peito de homem... sem que ele estale.

Fecha os olhos e esquece.
Escuta a água nos vidros,
tão calma, não anuncia nada.
Entretanto escorre nas mãos,
tão calma! Vai inundando tudo...
Renascerão as cidades submersas?
Os homens submersos - voltarão?

Meu coração não sabe.
Estúpido, ridículo e frágil é meu coração.
Só agora descubro
como é triste ignorar certas coisas.
(Na solidão de indivíduo
desaprendi a linguagem
com que homens se comunicam.)

Outrora escutei os anjos,
as sonatas, os poemas, as confissões patéticas.
Nunca escutei voz de gente.
Em verdade sou muito pobre.

Outrora viajei
países imaginários, fáceis de habitar,
ilhas sem problemas, não obstante exaustivas e convocando ao suicídio.

Meus amigos foram às ilhas.
Ilhas perdem o homem.
Entretanto alguns se salvaram e
trouxeram a notícia
de que o mundo, o grande mundo está crescendo todos os dias,
entre o fogo e o amor.

Então, meu coração também pode crescer.
Entre o amor e o fogo,
entre a vida e o fogo,
meu coração cresce dez metros e explode.
Ó vida futura! Nós te criaremos.

Memória Viva

Jornal de Poesia

publicado por Marisa às 21:22

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Com valor

 

 

 

 

 

publicado por Marisa às 18:36

link do post | comentar | favorito
|

AMOR É LINDO

Flores_a

 

O AMOR É LINDO

Lindo também, é sorrir!
Lindo é estar de bem com a vida!
Lindo é saber dizer na hora certa:
Muito obrigado; Deus te abençoe!
Posso ajudar ? Com licença! Desculpe!
Lindo é ter fé!
Lindo é ser atencioso e cortês!
Lindo é levar luz onde há escuridão!
Lindo é ajudar o próximo, sem temor!
Lindo é partilhar o que temos de melhor!
Lindo é contemplar a lua cheia, enchendo nossos corações de sonhos!
Lindo é o espetáculo do sol se pondo!
Lindo é contemplar a mansidão do mar num dia de calmaria!
Lindo é admirar o próximo, sem ser corroído pela inveja!
Lindo é entender que a felicidade existe dentro de nós e não no bazar da esquina!
Lindo é a família unida, que cresce, floresce e dá frutos!
Lindo é ouvir nossa canção preferida, dos tempos de antigamente!
Linda é a demonstração de afeto explícito, a qualquer hora, em qualquer lugar e  circunstância!
Linda é a felicidade de um casal sonhador!
Linda é a serenidade de criança dormindo!
Lindo é o despertar da existência!
Lindo é o desabrochar da juventude!
Lindo é o vigor da mocidade!
Linda é a experiência da velhice!
Lindo é o bailado de uma borboleta visitando as flores de um belo jardim!
Lindo é enxergar Deus em cada        demonstração de amor, de alegria, de felicidade!
Linda é nossa amizade!
Rivaldo Cavalcante

publicado por Marisa às 16:23

link do post | comentar | favorito
|

Oi


publicado por Marisa às 13:58

link do post | comentar | favorito
|

O espantalho

 

O espantalho


Faz frio...

Caminho caminheiro pelo caminho
o mundo tão despovoado e vazio
neste oco dia chuvoso e cinzento.
Escuto o eco dos próprios passos,
arremedo...imitação...nada mais...
sem sombra...também é lamento!

Faz frio...

O grande prado já não verdeja!
Pelo chão tristes folhas mortas...
e os botões dourados das flores?
E...as borboletas em cirandas?
Esconderam-se?...sabe-se onde?
Neste mundo...cinza de dores?...

Faz frio...

Ó triste, tosca e intrigante cruz,
perpétua e branca...da curva...
sabes onde estarão refugiados
a sedução e o encanto do mundo?
As revoadas dos passarinhos
de canoros trinados dobrados?

Faz frio...

Até tu roto e inútil espantalho,
estás cumprindo prisão inerte?
Sempre te via sorrindo e sorrias,
nas manhãs pastorais primaveris,
às aves pousadas nos braços!
Também estás triste neste triste dia?

Faz frio...

Vejo-te, boneco...esmolambado
melancólico...olhando o chão...
aumentando o tédio da isolação
neste recanto de fim de mundo.
Tu que, espantalho, espantavas
ferinos desalentos do meu coração.

Faz frio...

Hoje...deixastes-me mais triste!
Esperavas, decerto, pudesse, eu,
dar-te naco de alegria ansiada?
Malogrei...só tenho a lamentar!
Ficar feliz? Como?...se amargo,
solitário, a ausência da amada?

Faz frio...muito...muito frio.

 

 

 

Antonio Miranda Fernandes

publicado por Marisa às 12:45

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Amigo é você

publicado por Marisa às 10:33

link do post | comentar | favorito
|

Se eu fosse livre...

 
Se eu fosse livre...
Dentro do mundo que passou
rasgaria a vida
para lembrar quem chorou!
Liberta
por uma estrada ainda criança
pediria á esperança
a liberdade que passou!
Eu queria saber se ainda é tempo
dum tempo que passou.
Agora cansada de chorar
vendo o tempo passar
esse passado que me fez sonhar!
Eu sou um ser humano
com falhas limites
mas com direito a sonhar,
e nem por um momento eu deixei de ser livre...
Do amor farei meu suporte
que guardarei comigo até á morte!
São
publicado por Marisa às 10:14

link do post | comentar | favorito
|

A Garça

A Garça
 
 
 
 
Uma garça,
Sobrevoa o rio
E poisa no campo lavrado.
 
Uma garça,
Branca,
De perna alta,
Que vai no sulco do arado.
 
É a primeira graça
Da Primavera.

publicado por Marisa às 08:51

link do post | comentar | favorito
|

Se eu fosse poeta!

Se eu fosse poeta!
 
Oh!.. se eu fosse poeta!
Se eu fosse poeta
Escreveria o mais belo poema de amor…
Mas eu não sou poeta,
Eu apenas escrevo o meu sentir,
A minha forma de agir.
Alguém me chamou poeta!
Poeta eu?!.. isso me faz rir…
Queria saber escrever frases belas,
Eu procuro inspiração
Mas apenas escrevo
O que me dita o coração.
Ao ouvir bela poesia
Eu penso como sou medíocre
E não tenho ilusão…
Mas eu escrevo para desabafar
E faço-o com a simplicidade
Que me é peculiar.
Procurei na voz do vento,
Na fria brisa do mar,
Num coração em lamento
A poesia encontrar.
Já escrevi versos à lua,
Ao mar, ao sol, às estrelas,
Ao amor, às coisas belas…
Escrevi a um amor
Que floriu em meu peito,
Também escrevi à dor,
Ao meu amor mais perfeito!
Esse amor que floriu
Dentro do meu coração,
Todo em flor se abriu:
Os filhos que Deus que deu,
Que são a minha paixão!
Agora escrevo aos meus netos,
Os meus mais ternos afectos
E toda a minha ilusão…
Ah!.. Mas, se eu fosse poeta,
O que eu escreveria então
Era o mais belo poema
Saído da minha pena.
Mas esse não escrevo, não!
Ninguém o vai conhecer…
Nunca o irei escrever,
Porque o tenho gravado
Dentro do meu coração!
 
 
Albina Dias
 
publicado por Marisa às 03:52

link do post | comentar | favorito
|

Parabéns Sr. Vítor

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Marisa às 01:22

link do post | comentar | favorito
|

Parabéns Lázaro

 

 

 

 

 

publicado por Marisa às 01:21

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

O Amanhecer e a Brisa

 



O Amanhecer e a Brisa





Vem o dia surgindo preguiçoso

A claridade empurrando as brumas
Que ainda cobrem a montanha.
Foge a noite com seu manto
Para um lugar indefinido.
Fazendo abrir as flores sonolentas
Que ainda sugam o néctar coletado
Nas gotas de orvalho
Da madrugada fria.
A lua num gesto de orgulho
Reluta em ceder seu lugar ao sol.
Vem a brisa...
Percorre a superfície de seda do lago
Eriçando as pequenas ondas
Sopra suavemente, causando arrepios
Na copa das árvores.
E no seu ímpeto de espalhar o amor
Cria movimento.
Acorda o mundo.
Faz tremular a chama da vela
Na cabana do pescador.
É hora de despertar.
Vem Amanhecer !
Vem Brisa !
Juntos criem a vida
Façam a poesia acontecer.

Almir Capthor

publicado por Marisa às 00:47

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 27 de Abril de 2008

O vento

O vento


O vento é bom bailador
Baila, baila e assobia
Baila, baila e rodopia
E tudo baila em redor

E diz às flores, bailando:
- Bailai comigo, bailai!
E elas curvadas, arfando,
Começam débeis, bailando,
E as suas folhas, tombando,
Uma se esfolha, outra cai.

E o vento as deixa bailando,
- E lá vai!

E diz às ondas que rolam:

-Bailai comigo, bailai!

E as ondas no ar se empolam,

em seus braços nus o enrolam,

e batalham,e seus cabelos se espalhamnas mãos do vento,

flutuando,e o vento as deixa, abalando,

-e lá vai!..."


Afonso Lopes Vieira

publicado por Marisa às 23:55

link do post | comentar | favorito
|

NO MUNDO DOS POETAS

NO MUNDO DOS POETAS

NESTE MUNDO DE POETAS
DOU MINHA POBRE CONTRIBUIÇÃO
COM PALAVRAS JÁ MUITAS VEZES DITAS
POR ESTE MEU POBRE CORAÇÃO
SÓ ASSIM TEM SEU VALOR
QUANDO O POETA AO ESCREVER
QUE NO SEU ESCREVER REFLECTE O AMOR
E A SUA VONTADE DE DIZER
ESCREVE ÁS ARVORES AO VENTO E Á PAIXÃO
ESCREVE NO SEU MUNDO DE POETA
ESCREVE O QUE DITA O SEU CORAÇÃO
COMO SE FOSSE O TOCAR DE UMA SINETA
PORQUE NO MUNDO DOS POETAS
EU DOU A CONHECER O MEU PENSAR
COMO NÃO SOMOS TODOS UNS PROFETAS
MAS SABEMOS TODOS MAIS OU MENOS RIMAR

Fernando Peixoto

publicado por Marisa às 23:45

link do post | comentar | favorito
|

Amar é...

publicado por Marisa às 23:10

link do post | comentar | favorito
|

Um dia você aprende

Um dia você aprende


Um dia Você Aprende que, depois de algum tempo você descobre a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma.

E você aprende que amar não significa apoiar-se e que companhia nem sempre significa segurança.

E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas.

E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

Shakespeare

publicado por Marisa às 20:30

link do post | comentar | favorito
|

De Profundis

 

De Profundis

 

 

Após a adrenalina e a sabatina de ontem,
fiquei com saudade de nós.
Faço parte das miríades anônimas.
Estou sempre fora do compasso de algum passo.

Tenho medo do perto,
sou uma pessoa de longe...
dependo das teclas para soletrar minha voz.
Nosso contato é conectado em textos.

E às vezes, uso de pretextos,
só para também ouvir sua voz.
Com você, os dias nunca seriam iguais.
Subiria montanhas em busca de novos ideais.

Tocaria a chuva com os lábios.
Correria atrás do vento, e nesse momento,
seria possível construir um arco-íris para você,
contemplar uma aquarela de infinitas cores.
Em você vejo flores... muitas flores.


Regina Rousseau

 

 

publicado por Marisa às 19:48

link do post | comentar | favorito
|

Penso em ti amigo (a)

 

 Penso em ti amigo (a)


AD

         
E buscando uma definição para a amizade,
Só posso encontrar um  nome: 
Tu... Tu que me ouves no silêncio da distância,
Tu que me confortas com tuas palavras de ânimo
Se me vês fraquejar.
Tu que me tomas com teus sábios conselhos.
Amigo é maravilhoso que tu existas!!
Através da linha de um telefone, 
Te faz presente em meu computador para dizer-me: 
Aqui estou, sou teu amigo.
Não sabia da tua existência. 
Porém chegaste como uma alegria em minha vida.
E aqui estou... Dizendo-te quanto valor tens para mim.
Talvez  nunca chegue a ver o teu rosto,
Ou a apertar tuas mãos ou  te dar um abraço. 
Porém te fazes sempre presente em minha vida
E ainda que o tempo passe, não te esquecerei, 
Porque gravaste em minh´alma tua presença. 
publicado por Marisa às 15:17

link do post | comentar | favorito
|

A vida

 

Sabedoria: 6

 

publicado por Marisa às 13:35

link do post | comentar | favorito
|

Amigos

amigos

publicado por Marisa às 12:33

link do post | comentar | favorito
|

Sou Uma Árvore

 

Sou Uma Árvore
 
 
  
Sou uma árvore.
 
Uma árvore que viveu
Na orla da floresta
Estendendo seus braços
Sobre o caminho.
 
Sou uma árvore.
 
Uma árvore que viu
 Vezes sem conta
A fina areia a esgotar-se
Na ampulheta do tempo
E as registou,
Uma a uma,
Nos anéis da sua alma
Para lembrar cada uma das Primaveras,
A época feliz dos sonhos e das flores
Em que os pássaros vinham,
Em bandos,
Fazer os ninhos
Nos meus braços.
 
Sou uma árvore.
 
Uma árvore que desanima
Porque subindo em altura
Lhe é cada vez mais penoso
Juntar forças
Para ir buscar a seiva à terra
E levá-la
Às mãos distantes.
 
 
Sou uma árvore
 
Uma árvore
Que morre.
 
Lenta, lentamente
Morre
À beira do caminho
Porque os pássaros, pressentindo
O influxo do sangue aos braços
E o gélido torpor da morte
Levantam voo
E vão fazer o ninho
Noutras paragens.
 
Sou uma árvore.
Uma árvore que morre...
 
Lenta, lentamente,
Morre.
 
 
 AD

publicado por Marisa às 10:50

link do post | comentar | favorito
|

Bom Dia

 

Estou sempre bem disposto
Vou passando o dia sorrindo
Para uns o desgosto
Para outros o sorriso
Mas até ao sol posto
Que tenham um bom Domingo

 

publicado por Marisa às 10:34

link do post | comentar | favorito
|

Bom Dia

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Marisa às 07:05

link do post | comentar | favorito
|

Amigos

 

 

publicado por Marisa às 06:20

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 26 de Abril de 2008

Boa noite

PASSANDO PARA DESEJAR A TODOS UMA .......
 
Boa Noite - Recados e Imagens
publicado por Marisa às 23:54

link do post | comentar | favorito
|

Desbravei caminhos

Desbravei caminhos
 
 
 
 
 
 
 
Desbravei caminhos,
Percorri veredas,
Encontrei espinhos
E frutas azedas.
Caminhei sozinha,
Andei por atalhos,
Nesta vida minha
De tantos trabalhos.
Transformei espinhos
Em lindas flores…
E, nesses caminhos,
Encontrei amores.
Um amor brotou,
Dentro em mim nasceu,
Deus o abençoou,
Esse amor cresceu.
Defronte ao altar
Nós os dois juramos
Sempre nos amar
E assim vivemos.
Essas flores encontradas
São tudo para mim:
Duas filhas amadas
E o meu querubim!
Albina Dias
 
 
publicado por Marisa às 23:49

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

saudades

 

 

publicado por Marisa às 23:32

link do post | comentar | favorito
|

Mão Amiga


Golden

Depois de um longo e tenebroso inverno,
onde quase pus a perder minha vida,
e mergulhei no mais profundo inferno,
tenho a chance de curar esta ferida!

Pouco faltou, mesmo a sorte,
para que eu destruísse minha vida,
cheguei a pensar mesmo em morte,
como se fosse a única saída!

E pra que fique bem registrado,
e seja feita total justiça,
por alguém fui ajudado,
a reavivar a chama mortiça.

Por mais baixo que estivesse,
naquele poço tão profundo,
tua mão me estendeste,
mantendo íntegro meu mundo!

Em verdade, tive sorte,
de tê-la, por perto, estes tempos,
evitaste, quiçá, minha morte,
ou que mergulhasse, em desalentos!

Foste o tronco que sustenta a folha,
contra todas pragas e perigos,
e apesar de sempre ter escolha,
me mantiveste entre teus amigos!

Mais de mil vezes grato,
conte sempre comigo,
sou tudo, menos ingrato,
e para sempre, teu amigo!

Amigo é aquele que nos aceita,
da forma e jeito que somos,
nem cobra o que não podemos,
ou por erros, nos rejeita.

Amigo é puro carinho,
seja sério ou galhofeiro,
não nos larga sozinho,
aceita-nos por inteiro!

 

 

 

recanto5.gif picture by limalulu_album




publicado por Marisa às 23:14

link do post | comentar | favorito
|

Ás vezes

publicado por Marisa às 23:04

link do post | comentar | favorito
|

Beijinhos

 
AQUI DEIXO ESTA FLOR
CARREGADA DE TERNURA
E AMIZADE!
publicado por Marisa às 22:58

link do post | comentar | favorito
|

NÃO FOI ISTO QUE EU SONHEI

NÃO FOI  ISTO QUE EU SONHEI


NÃO FOI ISTO QUE EU SONHEI
QUANDO NESSA MADRUGADA ACORDEI
JULGANDO EU QUE A LIBERDADE
IRIA SER COISA DE VERDADE
MAS COMO EU ME ENGANEI
NÃO FOI ISTO QUE EU SONHEI
JÁ QUE EU SEMPRE PENSEI
QUE NOSSAS VIDAS IRIAM MUDAR
MAS O QUE TEM ACONTECIDO
É QUE O POVO ANDA PERDIDO
E O 25 DE ABRIL NÃO VEIO AJUDAR
PORQUE EU QUANDO SONHEI
NESSA MADRUGADA QUANDO ACORDEI
É DE QUE SERIA MELHOR O NOSSO VIVER
MAS FRUTO DESSA LIBERDADE
VIVEMOS EM CONSTANTE ANSIEDADE
NÃO FOI ESSE O MEU QUERER

Fernando Peixoto

publicado por Marisa às 20:28

link do post | comentar | favorito
|

GRITO DE RAIVA E REVOLTA

GRITO DE RAIVA E REVOLTA

ABRIL...
LIBERTADOR DAS AMARRAS DA CENSURA
GRITO DE RAIVA E DE REVOLTA
ROSTOS SORRIDENTES
LIVRES
PORÉM...
LENTA E DIFICIL DEMOCRACIA
QUE TARDA EM CHEGAR AO POVO INTEIRO
LIBERDADE...
EXISTE CONCERTEZA
MAS FALTA CONFIANÇA NO FUTURO
NUM PAÍS Á DERIVA DE SI PRÓPRIO

POEMA DE MÁRIO MARGARIDE
ENVIADO POR FERNANDO PEIXOTO

publicado por Marisa às 20:27

link do post | comentar | favorito
|

MUITO OBRIGADO

MUITO OBRIGADO

AMIGOS MUITO OBRIGADO
POR ME TEREM CONVIDADO
P´RA TÃO NOBRE ANIVERSÁ RIO !...
E DEUS PERMITA E DEUS QUEIRA
QUE NA FORMA MAIS VERDADEIRA
ULTRAPASSE O CALENDÁRIO !...
DEUS QUEIRA QUE ESTE DIA...
QUE NOS DEU A DEMOCRACIA
COM SEU ROSTO MAIS HUMANO...
SEJA AGORA CELEBRADO
MAS SEMPRE E BEM RENOVADO
AO LONGO DE TODO O ANO!...
QUE P´RA BEM DE TODA A GREI
E SEMPRE DENTRO DA LEI
COM O RESPEITO PRIMEIRO
A LIBERDADE CONQUISTADA
SEJA BEM SEMPRE APLICADA
POR ESSE PAÍS IMTEIRO!...
QUE SEJA SEMPRE ASSUMIDA
COM RESPEITO PELA VIDA
DAS PESSOAS E DOS BENS
PORQUE ASSIM DESSA MANEIRA
EM TODA A NAÇÃO INTEIRA
ESTAREMOS DE ...PARABENS

POEMA DE LUIS PANDA
ENVIADO POR FERNANDO PEIXOTO

publicado por Marisa às 20:26

link do post | comentar | favorito
|

Amizade

amigos

publicado por Marisa às 20:25

link do post | comentar | favorito
|

Folhas secas...

 

 

 

O rodopiar infinito das folhas secas levada pelo vento forma um bailado de saudade e dor...

Mas elas mal tocam o chão que de novo dão voltas e mais voltas nas emoções...

 Hoje caiem lagrimas de chuva...

amanhã o sol vai brilhar em teu sorriso...

É preciso nã desistir de seguir o vento!!

Beijo

http://momentos_a_dois.blogs.sapo.pt/

 

publicado por Marisa às 20:23

link do post | comentar | favorito
|

Poeta... És Soberano

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Poeta... És Soberano

 

 

 

 

 

Na platéia da vida

Assisto teus atos

E entre o glamour que te espera

Pressinto o porvir.

Sob os aplausos,

Predigo tua deixa.

Precioso... és feito rubi,

Incutida és tua presença,

Indefeso o sol brilha pra ti.

No cenário que ao fundo te espera,

Se acende, realça teu tom

Mística é a luz que te cerca

Vou plasmando teus sonhos aqui.

E no palco ao trovar,

Tu és brilho!!!

Lírico. És até Menestrel!

Vai...

Guarda assim o que é teu

Por direito.

Soberano,

tens o Mundo enfim.

Elizabeth Misciasci

 

 

 

 

publicado por Marisa às 19:48

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Heloooo...

 

publicado por Marisa às 15:07

link do post | comentar | favorito
|

Amizade

 

 

"A glória da amizade não é a mão estendida,
nem o sorriso carinhoso,
nem mesmo a delícia da companhia.
É a inspiração espiritual que vem
quando você descobre
que alguém acredita e confia em você."

publicado por Marisa às 14:03

link do post | comentar | favorito
|

Boa tarde

bt016.gif

 
publicado por Marisa às 13:49

link do post | comentar | favorito
|

Folhas Secas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sinto n'alma o prenúncio de um crepúsculo triste,
a dor da solidão envolve minha alma em mágoas e decepções.
Os ramos das folhas secas, quebram-se;
as folhas secam e as pétalas; se vão ao vento.
O meu peito contrai-se em águas barrentas de dor,
nas margens do rio profundo, o barulho do vale envolve-me,
as serpentes enroscam-se em meu corpo, envolvendo-me;
As veias tremem-se e buscam o entardecer de minha alma,
as mãos tapadas pelo orvalho. Já é tarde.
A serpente foge com o barulho do lago.
Feriu-me em mágoas, 
O meu peito contraindo-se em dor no lago escuro.
E agora ficou frio.
O meu corpo desliza, nas águas boiando no sereno da noite.

Mariza Marli Bernardi


publicado por Marisa às 13:15

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

QUANDO...

Imagens De Cristo: 3
 

QUANDO...

Quando o sonho se desfaz....
Deus reconstroi!

Quando se acabam as forças....
Deus renova!

Quando é inevitavel conter as lágrimas...
Deus dá alegria!

Quando não há mais amor...
Deus o faz nascer!

Quando parece ser o final...
Deus dá novo começo!

Quando a maldiçao é certa..
Deus a transforma!

Quando não temos nada...
Deus nos dá tudo!

Quando alguém diz não somos nada
Deus diz que somos mais que vencedores

Quando o caminho se torna dificil
Deus nos carrega no colo!

Quando você diz: não vou conseguir
Deus diz: não temas pois estou contigo!

     Um abraço.

    Paula Simões

publicado por Marisa às 10:32

link do post | comentar | favorito
|

Bom fim de semana

publicado por Marisa às 03:09

link do post | comentar | favorito
|

Versos de Amor

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ó alma solitária, outrora envaidecida,
Que dirás aos teus olhos, nesta noite morta,
Ao veres tua vida triste e desflorida,
Se o desespero vier te aferrolhar a porta?
 


- Aqui jaz a pessoa que ninguém suporta!
(Mal ouvirás o som da tua voz ferida)
E escreverás no espelho, com a letra torta,
A derradeira frase de repúdio à vida.
 


Caso vieres, Senhora, sofrer a inquietação,
Da incômoda lembrança, dos doces sinais,
Que o passado feliz deixa no coração...
 


Lembres que teu futuro não existe mais,
Que estás vivendo a última recordação
Nestes versos de amor de quem te amou demais...

 

 

publicado por Marisa às 02:22

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Senti




Senti
 

Teus olhos eu vi

e logo te abracei

Tuas mãos eu senti.

teus rosto eu afaguei

tuas mãos eu vi

teus labios beijei

e teu coração senti

em teus olhos naveguei

no teu corpo "sonhei"

nas tuas mãos eu vi

as tuas "lagrimas" chorei

e os teu lábios senti

Rui Silva

publicado por Marisa às 00:28

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Abril de 2008

Boa Noite

 

 

publicado por Marisa às 23:38

link do post | comentar | favorito
|

Melindres


Melindres

Não permita que susceptibilidades
lhe conturbem o coração. Dê aos outros
a liberdade de pensar, tanto quanto
você é livre para pensar como deseja.
Cada pessoa vê os problemas da vida
em ângulo diferente.
Muitas vezes, uma opinião diversa
da sua pode ser de grande auxílio em sua
experiência ou negócio, se você se dispuser
a estudá-la. Melindres arrasam
as melhores plantações de amizade.
Quem reclama agrava as dificuldades.
Não cultive ressentimentos.
Melindrar-se é um modo de perder
as melhores situações.
Não se aborreça, coopere.
Quem vive de se ferir
acaba na condição de espinheiro.

Francisco Cândido Xavier

publicado por Marisa às 23:33

link do post | comentar | favorito
|

Viver...

 

 

Viver é Fácil...

 

 É fácil viver...
Mas é preciso serenidade para aprender.
Viver é intensidade,
É dar-se de corpo inteiro...
... Sem esquecer a alma.
Viver é aceitar,
É florescer
É sofrer p/ aprender...
Ou aprender com o sofrer.
É perder pra ganhar,
É saber esperar.
É respirar para ouvir o coração bater...
Viver é calor,
Viver é correr,
Viver é ouvir...
É ter paciência,
E alguma inocência...
Sem esquecer a malícia.
Viver é receber,
É crer...
É sorrir e não julgar...
Viver é fácil...Mas é preciso serenidade pra aprender...
publicado por Marisa às 21:44

link do post | comentar | favorito
|

Gostava de Acreditar

 

cravo.JPG

 

 

 

 

 

25abril.JPG

 

 

 

publicado por Marisa às 20:52

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

A Liberdade

 

 

A Liberdade

Amo a liberdade por isso as coisas que amo deixo-as livres, se voltarem é por que as conquistei.
Se não voltarem é por que nunca as tive.

publicado por Marisa às 19:34

link do post | comentar | favorito
|

25 de Abril

 

 

25 de Abril Sempre
Esta é a madrugada que eu esperava
O dia Inicial inteiro e limpo
Onde emergimos da noite e do silêncio
e livres habitamos a substância do tempo

"Sophia de Mello Breyner Andresen"


publicado por Marisa às 18:30

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Mudanças....

 

 

Mudanças....

 

amor6.jpg

Fico pensando, o que exatamente faz com que as pessoas sejam tão resistentes às mudanças, em si e no próximo. Será que é medo de enfrentar o novo? Será que é porque, não sabendo como promover suas próprias mudanças, recriminam de quem as promove? Será que é pura acomodação?

Imaginava faz algum tempo, que em meus núcleos principais de convívio, encontraria nessas circunstâncias uma cumplicidade quase romântica, onde todos se apoiariam mutuamente, independente da opinião de um ser diferente do outro... Mas quando comecei a mudar de lugar o que antes estava bem acomodado, a realidade foi bem diferente...

O que estou percebendo, é que as coisas na prática não funcionam exatamente como imaginei a princípio. O que surge com freqüência são reações do tipo: "Você sabe que o ‘certo’ é..." ou "Pra que mudar isso agora"? Ou então "E se não der certo"? E por ai vai... Por outro lado, ninguém é capaz de perguntar: "Isso fará você mais feliz"...

O que mais me impressiona em tudo isso é que certas coisas que fazem parte de meu mundo interior e que agora decidi que devem fazer parte também da minha vida cotidiana, sempre estiveram comigo e nunca foram segredo, simplesmente estavam um tanto quanto enfraquecidas... mas estavam lá todo o tempo! Será que ninguém percebeu? O que foi percebido então?

Sei muito bem que fui a responsável por permitir que a situação chegasse a esse ponto, quando dei prioridade a valores externos, me tornando assim ‘invisível’, para que tudo ficasse o mais próximo possível dos ‘padrões normais’ (?) esperados da sociedade para cada momento de minha vida..

Mas agora decidi que é hora de mudar toda essa situação, pois constatei que não adianta buscar soluções intermediárias tentando agradar a todos. Tentei todas alternativas que pude imaginar e nada funcionou! Não existe meio termo quando o assunto é realização pessoal, espiritual, emocional, etc. Sempre existirão pontos de vista diferentes e quem não tem coragem de mudar, não irá nunca suportar assistir a mudança de outros!!! Agora estou consciente de que nesses casos o problema está neles e não em mim, como pensava antigamente!!!!!! E isso enche minha alma de paz e confiança!

Outro ponto importante que me motivou a mudar o que acho necessário, é a certeza de que não consigo mais viver indefinidamente uma vida dupla e discordante! Por dentro ser de uma maneira e por fora (atendendo a pedidos), ser de outra. Nesses casos, existem apenas duas alternativas: A repressão indefinida, que trará infelicidade imediata e ao longo do tempo alguma doença, ou então o confronto dolorido, mas necessário, nas mudanças de grande porte. Já estive por muito tempo no grupo que se encaixa na primeira alternativa, mas agora, optei pela segunda.

Por experiência própria, posso dizer e não sem tristeza, que na primeira opção, quando agredimos apenas a nós mesmos, tudo transcorre ‘normal’. É terrível perceber que a sociedade aceita melhor essa opção, por ser mais silenciosa e também por ser muito mais fácil fingir que tudo está bem.... mas é assim que acontece!!!!! Ou então nos enchemos de coragem e enfrentamos o(s) outro(s) com nossas convicções... Nesse caso, aí sim a coisa pega! Somos taxados de rebeldes, ingratos ou egoístas, no mínimo...

Mas apesar do alto preço que a mudança exige, cansei de manter uma atitude ‘politicamente correta’ e viver a vida em função de alguns conceitos cristalizados, totalmente inadequados para minha realidade, de uma forma geral. De que adianta seguir vivendo infeliz, apenas porque alguém definiu algo como ‘certo’ e não fui capaz de questionar essa ‘verdade’? Que vantagem existe em viver uma vida que deu certo para outra pessoa? O que esperar da vida agindo assim? Não existem fórmulas pré-concebidas de felicidade! Por que tão poucos percebem isso?

Não quero isso para mim!! Ninguém deveria querer isso para si!!!! Nascemos nesse mundo para aprender e evoluir, e quem disse que isso seria fácil? Quem disse que o aprendizado seria igual para todos? Quem disse que nasceríamos nas condições adequadas à realização de tudo que nossa alma pede?? Quem disse que teríamos apoio incondicional???

Hoje sei que meu sonho é só meu! Ninguém mais saberá como realizá-lo e nem terá como! Aprendi também que ninguém muda ninguém... ninguém leva ninguém a lugar nenhum... nenhuma conquista virá fácil... Agora sinto que começo a assumir o controle de minha própria vida e, daqui por diante, serei realmente responsável pelo que acontecer em mim e para mim! E que se for preciso mudar tudo para viver em conformidade com minha essência, que assim seja!

É bem verdade que mudar envolve muitos riscos; também sinto medo, mas optei por deixar fluir o que acho realmente importante e terei que aprender a conviver com o inesperado. Posso sim, de repente, tomar a decisão errada e quebrar a cara... mas e daí? Qual o problema? Foi mal? Começo de novo! Sei que estarei preparada para esse tipo de ‘imprevisto’... O que me deixa mais tranqüila é saber que quanto mais estiver em sintonia com meu mestre interior, menores serão minhas chances de que isso aconteça... e posso afirmar que estou me esforçando nesse sentido!

Ninguém tem o poder de saber o que é melhor para o outro, da mesma forma que ninguém pode assumir nossas responsabilidades, em nenhum aspecto. Temos que nos conscientizar de uma vez por todas que a busca pela felicidade será sempre solitária e única! E que por esse motivo, temos que nos posicionar de acordo com nossas verdades interiores, sabendo que qualquer atitude que viermos a tomar, desagradará alguns... encantará muitos... e que a vida seguirá...

E quando um dia olharmos para trás, sentiremos que nenhuma dor ou amor, foi em vão... e nosso coração será tomado pela certeza de que vivemos plenamente... e que fomos felizes por ser quem somos e por acreditar no que trazemos por dentro!
(Autor Desconhecido)

publicado por Marisa às 18:02

link do post | comentar | favorito
|

Amigos

Amizade: 1
publicado por Marisa às 14:02

link do post | comentar | favorito
|

25 de Abril

 

Paulo Coelho





 

publicado por Marisa às 13:09

link do post | comentar | favorito
|

Bom Feriado

 

 

1.gif 

publicado por Marisa às 12:58

link do post | comentar | favorito
|

Do cinza se fez vermelho...

 

 

Do cinza se fez vermelho...

 

 

25abril1974.jpg

 

 

Ia então um Abril cinzento
de dias fechados no horizonte
onde a chuva, por medo, se calava.
As horas amanheciam sobre o monte
e havia aquele frio que gelava
como sopro nascido bem cá dentro.
E foi só mais uma madrugada,
momento que esperávamos igual,
instante primeiro de mais um dia,
aquele em que uma súbita alegria
se instalou, inesperado vendaval.
E nessa hora nova que surgia
renegámos o medo, já tão velho.
A chuva era uma doce melodia
e a luz da flor no frio metal
pintou o dia cinza de vermelho.

AD

[Que o 25 de Abril permaneça, pelo menos, nos nossos corações!]

publicado por Marisa às 11:49

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Abril de Portugal…

Abril de Portugal…

 

Hoje, até o sussurrar do vento me chateia!

Subo e desço os degraus do pensamento,

mas o vento faz-se burro

e não me escuta.

casmurro,

filho da mãe!

Pois que vá chatear a lua cheia!

Quero lá saber das primaveras,

das flores, das ervas, dessas drogas…

Se mais não são do que quimeras

que certa juventude envelhecida

por aí joga na veia

trocando pela morte a própria vida.

Batem à porta:

Esperai um pouco!...

...  ... 

E lá fui eu na onda feito louco.

Era a habitual publicidade

que invade a caixa de correio,

amarrota-se e joga no passeio.

Nas ruas da cidade,

publicidade!!

Se enganosa ou não, coitado!

O moço, com receio nem sabe.

Trabalha em “part-time”.

Desempregado,

coitado! Por cima é mal pago.

É como o vento: leva e traz.

É isto que ele faz, pobre rapaz!

Não faz mais nada,

mas trabalha, não tem vícios.

Danosa é a tarde acinzentada,

chuvosa, em primavera bem danada!

É este o “abril das águas mil”

abril de Portugal,

abril da liberdade,

do funil, do pum!

Do século vinte e um!!

 

***

 

Fernando Reis Costa

publicado por Marisa às 09:10

link do post | comentar | favorito
|

Bom Dia

publicado por Marisa às 07:21

link do post | comentar | favorito
|

Boa Noite

publicado por Marisa às 03:03

link do post | comentar | favorito
|

25 de Abril

 

 

25 de Abril de 1974

 
O golpe de estado do 25 de Abril de 1974 ficou conhecido para sempre como a "Revolução dos Cravos"

  •  Foi uma revolução porque a política do nosso País se alterou completamente.

    Mas como não houve a violência habitual das revoluções (manchada de sangue inocente), o povo ofereceu flores (cravos) aos militares que os puseram nos canos das armas.

  • Em vez de balas, que matam, havia flores por todo o lado, significando o renascer da vida e a mudança!

  • O povo português fez este golpe de estado porque não estava contente com o governo de Marcelo Caetano, que seguiu a política de Salazar (o Estado Novo), que era uma ditadura. Esta forma de governo sem liberdade durou cerca de 48 anos!

  • Enquanto os outros países da Europa avançavam e progrediam em democracia, o regime português mantinha o nosso país atrasado e fechado a novas ideias.
    António de Oliveira Salazar

  •  Em Portugal a escola só era obrigatória até à 4ª classe. Era complicado continuar a estudar depois disso.
    Todos os homens eram obrigados a ir à tropa (na altura estava a acontecer a Guerra Colonial) e a censura, conhecida como "lápis azul", é que escolhia o que as pessoas liam, viam e ouviam nos jornais, na rádio e na televisão.


  • Antes do 25 de Abril, todos se mostravam descontentes, mas não podiam dizê-lo abertamente e as manifestações dos estudantes deram muitas preocupações ao governo.

  • Os estudantes queriam que todos pudessem aceder igualmente ao ensino, liberdade de expressão e o fim da Guerra Colonial, que consideravam inútil.

 

 

  •  Os países estrangeiros, que no início apoiavam Salazar e a sua política, começaram a fazer pressão contra Portugal. Por isso o governante dizia que o nosso País estava "orgulhosamente só".

    Quando Salazar morreu foi substituído por Marcelo Caetano, que não mudou nada na política.

    Marcelo Caetano

  • A solução acabou por vir do lado de quem fazia a guerra: os militares. Cansados desse conflito e da falta de liberdade criaram o Movimento das Forças Armadas (MFA), conhecido como o "Movimento dos Capitães".

  • Depois de um golpe falhado a 16 de Março de 1974, o MFA decidiu avançar.
    O major Otelo Saraiva de Carvalho fez o plano militar e, na madrugada de 25 de Abril, a operação "Fim-regime" tomou conta dos pontos mais importantes da cidade de Lisboa, em especial do aeroporto, da rádio e da tv.

  • As forças do MFA, lideradas pelo capitão Salgueiro Maia, cercaram e tomaram o quartel do Carmo, onde se refugiara Marcelo Caetano. Rapidamente, o golpe de estado militar foi bem recebido pela população portuguesa, que veio para as ruas sem medo.

  • Para os militares saberem quando avançar foram lançadas duas "senhas" na rádio. A primeira foi a música "E Depois do Adeus", de Paulo de Carvalho, a segunda foi "Grândola, Vila Morena", de Zeca Afonso, que ficou ligada para sempre ao 25 de Abril.

  •  Depois de afastados todos os responsáveis pela ditadura em Portugal, o MFA libertou os presos políticos e acabou com a censura sobre a Imprensa. E assim começou um novo período da nossa História, onde temos liberdade, as crianças todas podem ir à escola e o País juntou-se ao resto da Europa.
     

 adaptado de http://www.junior.te.pt

publicado por Marisa às 00:46

link do post | comentar | favorito
|

Mulher

Mulher





Tu és flor duma manhã de Abril,
Não és cravo, mas rosa perfumada,
Trazes no teu peito sonhos mil,
A liberdade daquela madrugada.

Tu cantas uma Primavera diferente,
Raiou nova luz, nova alvorada,
Porque no coração de muita gente
Fez-se luz, naquela madrugada...

E nasce em ti um pensamento novo
Porque tens sentimentos de amor,
Um grito d'alma, que é a voz do povo,
E tudo à tua volta ganha cor!

E vão florindo no teu coração
Flores, perfumando o teu caminho...
E de cada rosa, de cada botão,
Saem pétalas juncando o teu chão
De ternura, de amizade e de carinho!







    Albina Dias


publicado por Marisa às 00:09

link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Abril de 2008

Olá

 

 

publicado por Marisa às 23:57

link do post | comentar | favorito
|

Boa noite

publicado por Marisa às 23:45

link do post | comentar | favorito
|

AMOR ANTIGO

 
 
 
 

AMOR ANTIGO



O amor antigo vive de si mesmo
não de cultivo alheio ou de presença.
Nada exige nem pede. Nada espera,
mas do destino não nega a sentença.

O amor antigo tem raízes fundas,
feitas de sofrimento e beleza
Por aquelas mergulhas no infinito,
e por estas suplanta a natureza



Se em toda parte o tempo desmorona
aquilo que foi grande e deslumbrante,
o antigo amor, porém, nunca fenece
e a cada dia surge mais amante.

Mais ardente, mas pobre de esperança.
Mais triste? Não. Ele venceu a dor,
e resplandece no seu canto obscuro,
tanto mais velho quanto mais amor ....

Carlos Drummond de Andrade

publicado por Marisa às 23:39

link do post | comentar | favorito
|

Desejos

 

Desejo que em sua vida...

Não exista cara feia,
Não exista bolso furado,
Não exista vida apressada,
Muito menos grãos de areia.

Não exista tempo fechado,
Não exista problema dobrado,
Não exista sonho frustrado,
Muito menos amor acabado.

Não exista amigo esquecido,
Não exista negócio falido,
Não exista boato mexido,
Muito menos dinheiro sumido.

Não exista tempo nublado,
Não exista ambiente abafado,
Não exista corpo dobrado,
Muito menos bom senso abalado.

Não exista mágoa engolida,
Não exista emoção reprimida,
Não exista alma sofrida,
Muito menos felicidade perdida.


Só desejo que  sejam felizes!

desconheço

Autor(a)

publicado por Marisa às 21:31

link do post | comentar | favorito
|

...

     Toda a gente pede amor

       Clama calor,luzdo dia ,pão.

    Toda a gente gosta de si próprio,

  sem tirar os olhos do alto,

sem olhar para o chão

 

Rui Silva

publicado por Marisa às 20:50

link do post | comentar | favorito
|

Carinho

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Marisa às 18:54

link do post | comentar | favorito
|

Oi...

 
 
 

Aprendi com o tempo que...
Às vezes, é preciso esquecer um pouco
a pressa e prestar mais atenção em
todas as direcções ao longo do caminho
A pressa cega os olhos. E deixamos
de observar tantas coisas boas e belas
que acontecem ao nosso redor.
Às vezes, o que precisamos está
tão próximo... Passamos, olhamos
mas não vemos.
Não basta apenas olhar
É preciso saber olhar com os olhos 
ver com a alma e
apreciar com o coração.

                    Um abraço.

                        

publicado por Marisa às 18:24

link do post | comentar | favorito
|

ROSAS...

ENQUANTO HOUVER ROSAS...



 
 
Enquanto houver rosas há amor
Vermelhas, brancas e amarelas
Que encantam pelo perfume e pela cor
Com beleza igual à das estrelas.
 
Enquanto houver rosas...vou sonhar
Fantasias sempre coloridas
Com elas lembranças vou guardar
Esquecendo os espinhos e feridas.
 
E enquanto nelas eu sentir
No meu olhar um maior sorrir
Num jardim imenso vão ficar...
 
Por serem as flores mais formosas
Escolhidas serão sempre as rosas
Para um carinho perpetuar.
 
  

 

 

 

 

 

Alice Mendes

publicado por Marisa às 17:22

link do post | comentar | favorito
|

Posso

publicado por Marisa às 17:07

link do post | comentar | favorito
|

HÁ QUEM PASSE PELA VIDA...

HÁ QUEM PASSE PELA VIDA...

 Há quem passe e deixe só cicatrizes,
Há quem passe semeando flores.
Há quem passe banhando-nos em lágrimas,
Há quem passe disposto a secá-las.
Há quem passe torcendo por nossa vitória,
Há quem passe aplaudindo nossos fracassos.
Há quem passe ajudando-nos a levantar,
Há quem passe fazendo-nos cair.
Há quem passe como sombra,
Há quem passe como luz.
Há quem passe como pedra no caminho,
Há quem passe como pedra de construção.
Há quem para todo todo deslize veja uma falha
irreparável,
Há quem nos ofereça o perdão.
Há quem ignore nossos erros,
Há quem nos ajude a corrigir.
Há quem passe rápido, veloz, despercebido,
Há quem deixe marcas profundas.
Há quem simplesmente passe,
Há quem fique para sempre no coração.
Há quem passe pela vida,
Mas, há quem não deixe a vida passar
Sem um gesto de carinho,
Sem o AMOR ofertar...
  

   

ramalhete.gif Coração image by CINTIA_15_2008

publicado por Marisa às 16:47

link do post | comentar | favorito
|

Finalmente, Férias

 

 

 

 

 

 

Até ao próximo dia 5 de maio, tudo o que estiver aqui publicado foi pré selecionado, uma vez que não sei se terei alguma chance de nas férias ter um computador por perto.

Daí que entendam, tudo que enviarem durante este tempo, em principio só será publicado após o dia 5.

Beijos e...desejem-me boas férias... Também mereço!!!!

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

 

publicado por Marisa às 16:27

link do post | comentar | favorito
|

Tempos virão

 

 

Atrás de tempos,
Tempos virão.
Virão tempos de amor,
De riso,
De dor,
Tempos que serão passados.
Tempos de recordar,
De viver.
De lembrar,
De perder.
De lutar,
De esquecer.
Tempos em que a saudade
Pode  apertar;
Tempos,
Em que gritamos
Para tentar,
Aquilo que noutros tempos
Nos fugiu.
Atrás de tempos,
Tempos virão.
Tempos em que se pensa
Com a cabeça;
Outros, com o coração.
Tempos em que se diz,
Que te amo;
Que sou feliz.
Que não te quero,
Que te odeio.
Que não amo,
Que me enleio.....
São os tempos
Que nada fazem,
Nada dizem.
Tempo, que o tempo
Se encarrega de apagar.
Mas para quem sofreu
Por amar,
Quem feriu seu coração,
Que nunca esqueça
Que atrás de tempos,
Tempos virão!
Cientista
publicado por Marisa às 13:39

link do post | comentar | favorito
|

Lamento

 

Lamento 

Morreu metade de mim
Como posso assim viver?
Eu vislumbro já o fim
Sou rampa, já a descer 

 

Eu tive uma vida cheia
De emoções e de trabalho
Mas hoje já nada valho
Corria o sangue na veia!
Sem mesmo ter pé de meia
Fui lâmpada de Aladim
Que iluminava sem fim
O meu solar, meu cantinho,
Mas hoje clamo baixinho
Morreu metade de mim! 

As minhas pernas cansadas
Pensaram em fazer greve
Estou a ver que muito em breve
Muito mal darei passadas
Eu sinto-as tão carregadas!...
As artroses a crescer
Constantemente a doer
Às vezes falo comigo
Mas será isto castigo?
Como posso assim viver? 

Eu tive uma vida dura
Mesmo parada, cansei
Duma vida em que lutei
Sempre agarrada à costura
O cansaço ainda perdura
E algo me fala assim
Meio confuso, em latim
É a voz do coração
A que não dei atenção
Eu vislumbro já o fim 

Nunca perdi esperanças
Às vezes mesmo caída
P’los infortúnios da vida
Mesmo em baixo de finanças
Sem recursos ou heranças
Sorria ao amanhecer
Com armas p’ra combater
Agora… desiludida!
Quase no fim da corrida?
Sou rampa, já a descer. 


Lisdália Viegas dos Santos

 

publicado por Marisa às 12:57

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Bom dia

 

 

 
                                                 
publicado por Marisa às 07:16

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Abril de 2008

Boa Noite

Recados.com -
publicado por Marisa às 23:44

link do post | comentar | favorito
|

Amigos..e irmãos...

Vivam felizes

publicado por Marisa às 22:48

link do post | comentar | favorito
|

Casa

 

 



Pela minha casa

 

 



O vento é hóspede constante
maior viajante
que por aqui passa...
quando chega
me abraça
se sente em casa
repousa suas asas cansadas
sobre meu corpo em brasa...
Minha casa
não tem divisórias
todos os cantos
contam histórias
de amores para mim...

Minha casa é assim
janelas abertas
sem vidraças
portas escancaradas
para meu vôo sem fim

Cida Sousa

publicado por Marisa às 21:51

link do post | comentar | favorito
|

Optimismo

Optimismo

Ser optimista é um estado de espírito. É coisa sua. Uma esperança que somente você entende. Um desejo de vencer que não pode ser explicado.

Uma certeza intima, profunda. Também o seu relacionamento com Deus é algo próprio. Apenas você é capaz de compreendê-lo.

Nenhuma outra pessoa pode senti-lo como você o sente. Esforce-se por transmitir aos outros o que lhe vai na alma. Eles precisam saber como você é.

Isto lhes faz bem. Ajuda-os a crescer. Deus é o mesmo em todas as pessoas, mas cada um sente de maneira especial. Gotas de Esperança uma coisa é você achar que está no caminho certo.
Outra é achar que o seu caminho é o único.

Nunca podemos julgar a vida dos outros. Porque cada um sabe da sua própria dor e renúncia.

 AD

publicado por Marisa às 20:49

link do post | comentar | favorito
|

Você!

VOCÊ


Você que trouxe Alegria,
Quando tinha Tristeza.
Você com entusiasmo,
Quando fala de Tudo.
Você que tem belos Sonhos,
Quando pensa no Futuro.
Você volta lembrando do Passado,
Quando vira uma Criança.
Você foi Conquistando devagar,
Quando agia com Simplicidade.
Você do tamanho de uma Responsabilidade,
Quando toma uma Decisão!!
 

Você eterno Brincalhão,
Quando o assunto é Viver.
Você todo Carinho,
Quando esteve comigo.
Você que prestava Atenção,
Quando eu falava.
Você me devolveu a Essência,
Quando havia perdido a Coragem.
Você Homem, Obstinado e Impulsivo,
Quando Provocado e Ameaçado.
Você que ao mesmo tempo é Cauteloso,
Quando o assunto é Delicado.
Você eterno Bem Humorado,
Quando quer ser Feliz.
Você de Bem com a vida,
Quando parece dar tudo Errado.
Você que me Encantou,
Quando nos falamos pela Primeira vez.
Você Surpreendeu ainda mais,
Quando nos falamos Pessoalmente.
Você, Homem, Pessoa, Real como poucas,
Quando se Relaciona com uma Mulher.

Enfim, Você quando... Você!

autor desconhecido

publicado por Marisa às 20:45

link do post | comentar | favorito
|

Viva o Bairro da Matriz


SeuOrkut.com.br-Faca-Agora-sua-Mensagem-Dynamite
publicado por Marisa às 18:53

link do post | comentar | favorito
|

Caminho

 

 

Sabedoria: 7

publicado por Marisa às 13:33

link do post | comentar | favorito
|

Parabéns Bela

PARABÉNS D. BELA

Fernando Peixoto

 



COMO NÃO PODIA DEIXAR DE SER
CÁ ESTOU EU MAIS UMA VEZ
PARA UMAS RIMAS ESCREVER
PARA A D. BELA QUE ANOS FEZ

ELA NOS FAZ ENCANTAR
COM SEU BAILAR NO CIDRAL
AQUI EU LHE QUERO ENDEREÇAR
MEUS PARABENS AFINAL

QUE ESTE DIA SEJA O PRIMEIRO
DE MUITOS QUE ONDE VIR
QUE JUNTINHA COM O FANGUEIRO
LEVEM A VIDA SEMPRE A SORRIR

ESPERO QUE NÃO TOME A MAL
DESTA MINHA DESFAÇATEZ
D. BELA TRICANINHA DO CIDRAL
ME PERDOE DESTA VEZ

publicado por Marisa às 13:00

link do post | comentar | favorito
|

A Rosa...

 

 




publicado por Marisa às 12:58

link do post | comentar | favorito
|

Lindo Dia

 

ld1 

 

publicado por Marisa às 07:59

link do post | comentar | favorito
|

A Canção do Africano

 

 

A Canção do Africano

Lá na húmida senzala,
Sentado na estreita sala,
Junto o braseiro, no chão,
Entoa o escravo o seu canto,
E ao cantar correm-lhe em pranto
Saudades do seu torrão...

De um lado, uma negra escrava
Os olhos no filho crava,
Que tem no colo a embalar...
E à meia voz lá responde
Ao canto, e o filhinho esconde,
Talvez, pr'a não o escutar!

"Minha terra é lá bem longe,
Das bandas de onde o sol vem;
Esta terra é mais bonita,
Mas à outra eu quero bem!

"O sol faz lá tudo em fogo,
Faz em brasa toda a areia;
Ninguém sabe como é belo
Ver de tarde a papa-ceia!

"Aquelas terras tão grandes,
Tão compridas como o mar,
Com suas poucas palmeiras
Dão vontade de pensar...

"Lá todos vivem felizes,
Todos dançam no terreiro;
A gente lá não se vende
Como aqui, só por dinheiro".

O escravo calou a fala,
Porque na húmida sala
O fogo estava a apagar;
E a escrava acabou seu canto,
P'ra não acordar com o pranto
O seu filhinho a sonhar!

O escravo então foi deitar-se,
Pois tinha de levantar-se
Bem antes do sol nascer,
E se tardasse, coitado,
Teria de ser surrado,
Pois bastava escravo ser.

E a cativa desgraçada
Deita seu filho, calada,
E põe-se triste a beijá-lo,
Talvez temendo que o dono
Não viesse, em meio do sono,
De seus braços arrancá-lo!

(Castro Alves)

publicado por Marisa às 06:35

link do post | comentar | favorito
|

Parabéns Bela

 

 

 

publicado por Marisa às 01:20

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Pessoas Especiais

 

 

Photobucket - Video and Image Hosting

Pessoas Especiais

As pessoas
especiais são aquelas
que têm a habilidade de dividir
suas vidas com os outros.
Elas são honestas nas atitudes,
são sinceras e compassivas,
e sempre dão por certo que
o amor é parte de tudo.
As pessoas especiais são aquelas
que têm a habilidade de se doar aos outros,
e de ajudá-los com as mudanças
que surgem em seus caminhos.
Elas não têm medo
de serem vulneráveis;
elas acreditam que são únicas
e têm orgulho em ser quem são.
As pessoas especiais são aquelas que
se permitem os prazeres
de estar próximo aos outros
e importar-se com a felicidade deles.
Elas vieram para entender
que o amor é o que faz
a diferença na vida.
As pessoas especiais são aquelas que
realmente tornam a vida bela....


VOCÊS SÃO ESPECIAIS...

publicado por Marisa às 01:10

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 22 de Abril de 2008

Atire a Primeira Flor

Atire a Primeira Flor

                                                                      
  Quando tudo for pedra,
atire a primeira flor;
Quando tudo parecer caminhar errado,
seja você a tentar o primeiro passo certo;

Se tudo parecer escuro,
se nada puder ser visto,
acenda você a primeira luz,
traga para a treva, você primeiro,
a pequena lâmpada;

Quando todos estiverem chorando,
tente você o primeiro sorriso;
talvez não na forma de lábios sorridentes,
mas na de um coração que compreenda,
de braços que confortem; 

Se a vida inteira for um imenso não,
não pare você na busca do primeiro sim,
ao qual tudo de positivo deverá seguir-se; 

Quando ninguém souber coisa alguma,
e você souber um pouquinho,
seja o primeiro  a ensinar,
começando por aprender você mesmo,
corrigindo-se a si mesmo;

Quando alguém estiver angustiado
à procura, consulte bem o que se passa,
talvez seja em busca de você mesmo
que este seu irmão esteja;

Daí, portanto,
o seu deve ser o primeiro a aparecer,
o primeiro a mostrar-se,
primeiro que pode ser o único e,
mais sério ainda, talvez o último;

Quando a terra estiver seca,
que sua mão seja a primeira a regá-la;

Quando a flor se sufocar na urze e no espinho,
que sua mão seja a primeira a separar o joio,
a arrancar a  praga, a afagar a pétala,
a acariciar a flor; 

Se a porta estiver fechada,
de você venha a primeira chave;
Se o vento sopra frio,
que o calor de sua lareira seja a primeira
 proteção e primeiro abrigo.

Se o pão for apenas massa e não estiver cozido,
seja você o primeiro forno
para transformá-lo em alimento.

Não atire a primeira pedra em quem erra.
De acusadores o mundo está cheio;
nem, por outro lado, aplauda o erro;
dentro em pouco, a ovação será ensurdecedora;

Ofereça sua mão primeiro para levantar quem caiu;
sua atenção primeiro para aquele que foi  esquecido;
seja você o primeiro para aquele
que não tem ninguém; 

Quando tudo for espinho,
atire a primeira flor; 
seja o primeiro a mostrar que há caminho de volta,
compreendendo que o perdão regenera,
que a compreensão edifica,
que o auxílio possibilita,
que o entendimento reconstrói.

Atire você,
quando tudo for pedra,
a primeira e decisiva flor.

 (Glácia Daibert



publicado por Marisa às 23:55

link do post | comentar | favorito
|

Dia de Chuva

Dia de Chuva

Chuva fria
Que cai sem culpa.
Minutos que passam
Sem deixar marcas.
Gotas que molham a terra;
Gotas que são a incerteza de um belo dia.
Cada gota dessa fria chuva
Poderia ser minutos ao teu lado...
Minutos abençoados pelo amor.
Essa chuva não tem culpa
Mas desfaz um sorriso
Por saber que quando a noite chegar
Não poderei ver as estrelas
E nem dormir com a janela aberta...
Pois gotas cairiam sobre a minha cama.
Os minutos voam
E só deixam uma gota de esperança
De que essa chuva vai passar...
Chuva que está presente desde o amanhecer
E só morrerá com o anoitecer.
Chuva que expulsa as estrelas do céu.
Chuva que nos faz adormecer
E a esquecer desse
Dia de Chuva.


rain.jpg

AD

publicado por Marisa às 23:34

link do post | comentar | favorito
|

Boa Noite

Recados.com -  e o que mais desejo a todos os amigos (as) deste pequeno cantinho
publicado por Marisa às 23:27

link do post | comentar | favorito
|

O mais perfeito poema

 

 

 

 

 

 

 
Deus é o grande poeta do universo,
sua poesia tem pouca opção de rima,
Ele sempre dá ênfase em cada verso,
ao amor, desprendimento e estima.
 
Em sua sabedoria, de infinita ternura.
num gesto meigo e de candura suprema,
à obra da criação deu-lhe total formosura,
Ele inseriu a mulher, seu mais perfeito poema.
 
Ele fez os últimos retoques e achou-a perfeita,
em cada detalhe, destacou o amor como tema,
deu-lhe aconchego, e para jamais ser refeita,
Ele inseriu a mulher, seu mais perfeito poema.
 
Ele assistiu desolado, o homem disseminar rancor,
ferir, matar inocentes, viver sempre no dilema,
entre o bem e o mal e para prevalecer o amor,
Ele inseriu a mulher, seu mais perfeito poema.
 
Não Lhe escapa nenhum detalhe, Ele tudo assiste,
o que vale é a intenção, nós somos seu diadema,
e para amenizar a dor da amargura que existe,
Ele inseriu a mulher, seu mais perfeito poema.
 
O sofrimento é imenso e o desespero campeia,
os asilos, os hospitais, são um centro de lamento,
e para aliviar a dor que por toda parte vagueia,
Ele inseriu a mulher, seu mais perfeito poema.
 
E o mundo se transforma, pois a mulher decidiu,
participar, produzir, decidir, não importa o tema,
e agora entendemos porque o mundo tanto evoluiu,
Ele inseriu a mulher, seu mais perfeito poema.
 
A verdade prevalece, o aconchego amplia o espaço,
foi Deus quem concebeu  esse fantástico estratagema,
e podemos relaxar, reduzindo o peso desse cansaço,
pois Deus inseriu a mulher, seu mais perfeito poema.
Bernardino Matos. 
publicado por Marisa às 19:54

link do post | comentar | favorito
|

Se...

publicado por Marisa às 18:18

link do post | comentar | favorito
|

Só uma experiência


publicado por Marisa às 15:48

link do post | comentar | favorito
|

Amor e Paz

 

 

Amor e Paz

 

 

 


Amor, quatro letras que nos trazem a Paz.
O Amor guia a nossa vida,
nós dá a calma interior, a Felicidade,
nos faz mais humanos
e, com isso, nos traz a Paz.
Porque, se houver no coração raiva, rancor,
nos tornamos pessoas sem brilho, vazias.
Quem tem Amor no coração,
tem a Paz, irradia Alegria, Felicidade.
Vamos colocar
o Amor à frente de tudo.
Agindo assim, conseguiremos
construir um alicerce
seguro e indestrutível,
e, então, irradiaremos
ao mundo a Paz!


Nancy Cobo

publicado por Marisa às 13:43

link do post | comentar | favorito
|

ESTRELA DO MAR


ESTRELA DO MAR
 

Perdida ali na praia
Está uma estrela do mar …
O sol no mar já desmaia
E dá a luz ao luar …
E a estrela vai morrendo
Sem ter as ondas do mar …
A noite aparecendo
Leva a vida perecendo
Sem água para se “afogar”!
 
 
 
 
 
 
 
 
Uma estrelinha eu vi
perdida no areal,
lembra a vida que eu vivi,
também me perdi por ti...
e o que restou afinal?
 
Como as ondas que o mar
espraia e torna a recolher,
são as mágoas de amar,
que  escrevi ao versejar,
versos que nunca irás ler!
 
Dulce Saldanha

 

 

publicado por Marisa às 13:12

link do post | comentar | favorito
|

Bom Dia

 

 

Bom Dia
publicado por Marisa às 08:58

link do post | comentar | favorito
|

Tocar...

 

Tocar...



O toque é algo mágico, indefinível.
Pode ser suave como uma pétala,
belo como o amanhecer, delicado como
uma flor, subtil como a essência de uma pérola.



Cada pessoa possui um toque que lhe é próprio.
Pode ser amoroso,
tranqüilo, forte, mas sempre e sempre será a maneira única,
pessoal e intransferível de expressar a si mesmo.
Com o toque, aprendemos a amar.



Não se toca sómente com as mãos.
Toca-se com o pensamento,
as sensações, a unicidade das idéias; em estar juntos, na
 intimidade única do amor. Toca-se com os lábios, num
deslizar suave de uma carícia; com o olhar...



Há também o toque virtual que, assim como  o ar que não
tocamos, pode nos manter a vida, depois de sermos tocados por ele. Fica-nos imprescindível, a ponto
de nos fazer horas a
fio permanecer ligados a uma máquina, esperando
apenas pela sensação de ser tocados...



O toque, sem que percebamos, é um dom que possuímos,
perpetuando-se infindo, pleno, feliz, pois enquanto
houver um toque de amor, haverá uma beleza subtil, como
a de uma perfeita sinfonia inacabada...


Serena

publicado por Marisa às 01:12

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Abril de 2008

Olá João Vítor

 

 

publicado por Marisa às 23:03

link do post | comentar | favorito
|

Tristeza

 

 

Como dizer que a sua tristeza

   é o poema que desejo escrever?
   Até sobre a sua alegria sei pouco.
   Eu só a conheço debaixo do sol:
   não sei se os seus olhos, castanhos,
   continuam castanhos quando chove
   ou se eles escurecem como os olhos
   de uma mulher que amei certa vez.
   Também nunca a vi dormindo,
   não sei como a primeira luz da manhã
   desliza sobre o seu rosto
   e também não sei se essa mesma luz
   faz o castanho dos seus olhos
   brilhar como mel refletindo o sol.
   Também não sei o gosto de seus beijos
   e nunca ouvi as canções que você ouve
   quando se descobre apaixonada.
   Conheço apenas o seu riso
   e como o sol, no rigor do meio-dia,
   enrodilha-se em seus cabelos ruivos.
   Uma vez você disse estar triste
   mas a tristeza me pareceu timidez
   e tímido eu não soube ir além
   de seus olhos, seu pudor, sua tristeza.
   Tampouco sei o que é amar
   durante o tênue mês de maio.
   Foi em novembro que tive
   a mulher cujo azul dos olhos
   se acizentava nas tardes de chuva.
   Após ela pensei que você seria a mulher
   que um homem ama após aprender
   a amar e a perder o que ama.
   Mas tão distantes nos mantivemos
   e no entanto ainda há um resto de luz:
   com essa luz invento a sua tristeza
   (contemplo a minha inútil ternura)
   e sob essa luz (luz que predece o inverno)
   vou percebendo qual é a dor de sentir
   dentro do próprio peito um fruto
   maduro e ainda não colhido.
 
   Daniel Francoy


publicado por Marisa às 21:48

link do post | comentar | favorito
|

Boa Noite

3.gif

publicado por Marisa às 20:49

link do post | comentar | favorito
|

RETRATO DE MENINA

 

RETRATO DE MENINA
Corte do retrato de Vera menina
Na gaveta das coisas esquecidas,
não de todo, porque envoltas
nos panos frágeis do existido,
eu menina.
Prefácio apenas.
Minha pequena identidade,
amálgama do herdado,
está ali, inocente e clara.
Nos cabelos, o vento brinca,
contínuo movimento.
Meus olhos se apertam:
o sol, o pai, então eu tinha.
De permanente, só dois dentes.
Os outros são de leite.
Assim, leite e permanência, pensava a vida.
Um cortejo ? a procissão? o carnaval? não sei.
O que esperava se perdeu e me observa.
  
                                               Ana Mariano

 

publicado por Marisa às 19:33

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Uma manhã colorida

Uma manhã  colorida



  Hoje vou ser bisbilhoteiro
Tenho que vos contar o que vi.
Fui dar o meu passeio da manhã
Comprei um jornal e fui ao jardim.
Sentei-me para o ler descontraidamente
Mas de repente, vi dois velhotes
A namorar no banco da frente.
Sei que é feio, mas entusiasmado
Fiquei ali com um olho no jornal
E outro no namoro tão adocicado.

Ele talvez perto dos noventa
E Ela pareceu-me mais nova.
Os olhos dos dois sorriam
As mãos tocavam-se docemente,
Olhavam-se com tanto carinho,
Nunca tinha visto nada assim!

Mas o melhor estava para vir
No abraço e beijo que trocaram
Todos os pássaros por perto cantaram
E tudo à volta quis florir.

E num beijo demorado
Em abraço bem apartado
Eu por momentos vi.
Dois jovens na flor da idade
A matarem a saudade
Naquele banco do jardim.

Fiquei a saber que o Amor
Depois de amadurecido
Ainda tem muito fulgor
E aos noventa faz sentido.

 



Aires Plácido

publicado por Marisa às 18:03

link do post | comentar | favorito
|

Tristeza...Solidão

 

 

 flo.gif


 

 

 

 
 

Essa tristeza,
que não me abandona este coração,
recusa-se partir... dizer adeus...
Deixando-o em total desolação!
 
 
Essa tristeza,
que insiste em invadir a realidade,
atraindo o acesso a solidão,
que o peito não deseja enxergar...
entregando-se a saudade.
 
 
Essa tristeza... essa solidão...
Adentraram nesta alma sofrida,
que guarda um amor contido
sem licença pedir,
Como se fosse seu !
É uma dor sem jeito,
deixando-a perdida.
 
 
Essa tristeza... essa solidão...
que  impedem esta vida em paz prosseguir
 em seus sonhos imaginados,
devaneio de alegria
juras de amor
felicidade eterna
vida feliz
sem traumas
 sem cobranças
nem decisões imediatas.
 
 
Essa tristeza... essa solidão...
Socorro Lima Dantas

 

 
flo.gif
publicado por Marisa às 13:45

link do post | comentar | favorito
|

Eu Sou

Eu Sou

Eu fui a estrada de renda, o caminho bordado
na orla da praia que leva ao infinito

Eu fui a lágrima que formou os rios no
alto das montanhas aladas

Eu fui pedaços de risos nas núvens das
tempestades da solidão

Eu fui a chuva serena que cai
na tela poética de um
velho garimpeiro de versos de Amor

Eu fui a rosa vermelha de espinhos
cravados nos corações enamorados

Eu fui os andrajos do pobre viajante que
se inclina sob o peso da fama

Eu fui o cajado de pedra
dos que sobem a vereda
da glória

Eu fui a dor, a raiva, a alegria e a Paz
das aves renascidas das cinzas do Sol

Eu fui a vida diferente de tanta gente
e é por tudo o que fui,
que eu sou o vento
que viaja no fim do tempo

Ana Trindade

publicado por Marisa às 13:39

link do post | comentar | favorito
|

Clube dos Poetas

 

 

 
Clube dos Poetas
 
Local onde jorram sentimentos da alma
Onde os poetas e poetizas
Tecem letras em palavras
Tornando-as vivas
 
Poetas que podem caminharem
Por todas as salas
De pés descalços
Mostrando sua alegria
E esperança
 
Colocar em palavras
O que não vê
Mas o que sente
O que não viveu
Mas sua alma não pode calar
 
Revelando 
A lembrança do que já passou
A busca da esperança
Do acerto que tanto deseja
Na plenitude da fé
 
Edméa Reina Gallardo
 
publicado por Marisa às 13:30

link do post | comentar | favorito
|

Atemporal

*"A Persistência da Memória" - Pintura de Salvador Dalí*

 

Atemporal
Ligi@Tomarchio®

Tic-tac
Tic-tac
Coração vazio.
Tum ... tum ...
Horas vazias
Sonhos ...
Longo túnel percorrido
nenhuma luz.
Sol, onde estás ?

Sonâmbula vida
esquecida.
Tic-tac
Tum ... tum ...
soluço
solução ?

Alucinante paisagem
transe malévolo
místico cristal
alado
pedras, pedras ...
água, água ...
trégua !

publicado por Marisa às 13:23

link do post | comentar | favorito
|

Boa Semana

 

 

Bom Dia

publicado por Marisa às 07:18

link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 20 de Abril de 2008

História de uma vida

História de uma vida
anjo_lindo_brilhante.jpg
 
Era ainda uma menina
Franzina, muito ladina,
Esperta, cheia de esperança,
 
A quem a vida marcou
E o destino roubou
O direito de ser criança.
 
Era ainda uma menina
Na idade de brincar,
Tinha apenas dez anos…
 
Mas o destino matreiro
Roubou seu sonho primeiro:
A obrigou a trabalhar.
 
Era ainda uma menina,
Tinha acabado a escola
E feito a quarta classe,
 
Surgiram os desenganos:
Viu morrer seu irmão,
Partiu-se-lhe o coração,
Ele só tinha doze anos!
 
Era ainda uma menina,
Sua alegria acabou
Quando uma doença grave
Também seu pai afectou!
 
Mas como sobreviver
Se a fonte de rendimento
Nesse momento acabou?
 
Era ainda uma menina,
Mas jamais poderia ser:
A partir desse momento
Transformara-se em mulher…
 
Uma mulher responsável
Que a mãe tinha que ajudar.
E, a partir desse momento,
Foi para o campo trabalhar.
 
Apenas com onze anos,
Já tinha a seu encargo
Duas vacas para ordenhar,
E também o mantimento
Ela tinha que apanhar.
 
 
Mas andava triste a menina,
Costureira queria ser,
Era esse o maior sonho!
Mas muito teve que lutar
Para o satisfazer!
 
Tinha quase dezasseis anos,
Seu sonho ia realizar:
Num atelier de alta costura
Aprendeu a costurar.
 
Era tanta essa vontade
Que a tudo punha atenção,
E foi com facilidade
Que aprendeu a profissão.
 
Mas foi com dezoito anos
Que a vida mais a marcou,
Quando viu partir seu pai
E então órfão ficou…
 
Foram tantos os trabalhos
E foi tão grande a amargura,
Que enumerá-los seria
Para ela uma tortura.
 
Foi vida de sofrimento,
Foi vida de privação,
Mas havia a esperança
Dentro do seu coração.
 
Tanto na vida negado,
Tanta renúncia também
Para poder ajudar
Seus irmãos e sua mãe.
 
Sete irmãos desprotegidos!
Ela era a mais crescida,
E o destino mudou
De repente a sua vida…
 
Era ainda uma menina
Quando em mulher se tornou.
Desde aí a sua sina
Foi a vida que a ditou.
 
E já menina não era
Quando o destino a ligou
Ao homem, que a quisera,
E com ternura ela amou.
 
 
 
O primeiro filho nascera,
Com ele a realidade:
Para ele tinha que viver,
Tinha que ser mãe de verdade…
 
Passado tão pouco tempo
Outro filho ela gerou.
Mas  tinha sofrido tanto
Que naquele momento chorou!
 
Mas essa filha nasceu.
E foi tão grande a alegria,
Que até teve remorsos
De ter chorado algum dia!
 
Mas não ficou por aí:
Veio outra filha a seguir
E foi muito grande a luta
- Tinha que se repartir.
 
Sua vida foi bem dura,
A sorte não ajudava,
A doença a perseguia,
E contra a maré remava.
 
Remavam os dois, lado a lado,
Ajudavam-se mutuamente,
E o barco foi levado
A bom porto, finalmente…
 
A todos tinha que dar
Seu amor, sua atenção,
Mesmo assim não quis deixar
Totalmente a profissão.
 
A costura era a sua arte,
Fazia-a com o coração,
E punha o lucro de parte
- Adorava a profissão!
 
Quantas senhoras brilharam
Nos salões da sociedade,
Com vestidos que fazia
Sua outra realidade.
 
Trabalhou arduamente
Para seu marido ajudar.
Mas sorria de contente
Ao ver seus filhos estudar.
 
 
 
 
Três filhos são seu orgulho
_ Ela o diz com alegria_
Um lar, marido e filhos,
Tudo quanto a Deus pedia!
 
Os seus filhos estudaram,
Só o Armando não prosseguiu:
No décimo primeiro ano
Não quis mais e desistiu.
 
A Paula gostava de arte,
Em pintura se licenciou,
Mais dois anos na Faculdade
Em professora se especializou.
 
Contabilidade e Gestão
Quis a Carla estudar
Com grande dedicação
Para se licenciar.
 
E como não quis parar
Tem tudo organizado:
Como gosta de estudar,
Está a acabar o mestrado.
 
Que bons filhos Deus lhe deu
_ Ela diz com alegria_
São uma bênção do céu
E a luz que a alumia!
 
O Armando deu-lhe o Pedro,
A Paula deu-lhe o Luís,
A Carlinha o Guilherme
_ É mãe e avó feliz!
 
 (2CBO-0001) Coração de Onix fixo em ouro amarelo 18k e brilhante
 
 Albina Dias
 
publicado por Marisa às 23:57

link do post | comentar | favorito
|

Amor sem idade!

Amor sem idade!
 
Eu sei que p’ra ninguém é novidade
Que não existe idade para amar,
Quando, no coração, só tem lugar
A pessoa que se ama de verdade!
 
Quando nos chega a dor e a saudade
Por vermos quem se ama nos faltar…
Logo o coração se fica a palpitar
Por esse amor, sem prazo nem idade!
 
Enquanto eu viver amar-te-ei,
Sem que os meus cabelos, já grisalhos,
E os anos que vivi queira apagar.
 
O nosso amor é forte, bem o sei!...
Os tempos já passados são migalhos
E só a morte nos pode separar
Fernando Reis Costa
publicado por Marisa às 22:48

link do post | comentar | favorito
|

Que Mundo

 

 

 

 

Que Mundo

Maravilhoso...


Eu vejo árvores verdejantes...
rosas vermelhas também...
eu vejo elas florescendo
Pra mim e pra você...
E eu penso comigo mesmo,
que MUNDO MARAVILHOSO

Eu vejo os céus de azul
e as nuvens de branco
O brilho dos dias ensolarados
o escuro das sagradas noites,
E eu penso comigo mesmo,
que MUNDO MARAVILHOSO.

As cores do arco-íris...
são tão lindas no céu.
Do mesmo modo nas faces
de pessoas caminhando juntas.
Eu vejo amigos agitando as
mãos e dizendo...
“Como vai você ?”
Eles realmente estão dizendo:
“Eu te amo”

Eu vejo bebês chorando...
Eu os vejo crescendo,
eles aprenderão muito mais
do que eu nunca saberei.
E penso comigo mesmo,
que MUNDO MARAVILHOSO

Sim... Eu penso comigo mesmo,
que MUNDO MARAVILHOSO
Desconheço
o Autor(a)
Feliz Domingo
 
 
 


publicado por Marisa às 22:05

link do post | comentar | favorito
|

CAMINHANDO

 

 

 

CAMINHANDO

 

CAMINHANDO VOU REVENDO TODOS OS MEUS PENSAMENTOS
ESPERANDO QUE OS MAUS, SEJAM MENOS QUE OS BONSMOMENTOS
VOU REVENDO TUDO O QUE NA VIDA FICOU PARA TRAZ
PORQUE SE FOREM MAIS MAUS QUE BONS ISSO AGORA TANTO FAZ
CAMINHANDO VOU PENSANDO NO QUE FIZ E NO QUE FICOU POR FAZER
VOU PENSANDO NO QUE AQUI EU NÃO GOSTAVA DE DIZER
QUERIA MUITO ENQUANTO CAMINHO PENSAR NESTE MUNDO
PENSAR QUE TUDO SE DEVIA FAZER COM MUITO AMOR PROFUNDO
MAS ENQUANTO CAMINHO SINTO QUE ISSO NÃO É REALIDADE
E SINTO QUE TUDO AO MEU REDOR É SÓ INFELICIDADE
PENSO NA GUERRA, NA MORTE E NA IMENSA DESTRUIÇÃO
E VOU CAMINHANDO PENSANDO NO QUE FAZ DOER O MEU CORAÇÃO

 

Fernando Peixoto

publicado por Marisa às 22:03

link do post | comentar | favorito
|

A GAIVOTA E OS HOMENS

 

 

A GAIVOTA E OS HOMENS

gaivotas


Uma gaivota exibia seu vôo
Próximo dum paredão!
Em círculos ia e vinha…
Como os homens vêem e vão!

Eles gozavam da sua pesca
Lançando e içando o anzol…
Num passeio à beira-mar
Onde veneravam o Sol!
______
Rui Pais

publicado por Marisa às 19:41

link do post | comentar | favorito
|

Bom Domingo

Recados Para Orkut - RecadosOnline.com

publicado por Marisa às 19:05

link do post | comentar | favorito
|

Dores de um poeta

 

 

Dores de um poeta

 

 

 

 

Quando o poeta declama
Se derrama de amor
Com a sua voz ele busca
A vida com muito ardor.

Quando o poeta escreve
Mostra os seus sentimentos
Amor, mágoa e saudade
O que está no pensamento.

Quando o poeta sofre
Como a chuva ele derrama
Lágrimas de sofrimento
Por um alívio...ele clama!

O poeta quando fala
Vive passando alegria
Através dos seus versos
E da sua poesia.

Assim é o poeta
Parece até virtual
Vive de fantasias
Fugindo do que é real.

Seu mundo é imaginário
Onde todos são iguais
Não existe raça ou credo
Cria seu mundo ideal,
de amor, felicidade,
paz e muito carinho
renega as diferenças
e também as desavenças

querendo encontrar seu ninho.
 

 

Sandra Mamede
publicado por Marisa às 17:34

link do post | comentar | favorito
|

Vendedor de Sonhos

 

 


publicado por Marisa às 15:21

link do post | comentar | favorito
|

A Gota

 

 

 





Tão pequenina, oh! menina.
Quem a vê não imagina seu poder, sua força,
seu carisma, sua sina.
Se a vê cair, num oceano, num mar,
se a vir sumir, nem se coloca a pensar.
Pra quê pensar?
Se cai na rua e rola, ninguém percebe nem chora...
GOTA, que o calor evapora.
Tal gota, tal chama, tal como faísca que inflama,
mas basta a GOTA
para apagar o fogo que começa a queimar.
Nem pense que a GOTA é
pobre, que não tem vida, só
morte, pois quando a vida está indo,
a GOTA é sorte que vem vindo.
GOTA que cai de mansinho, com sua força se solta,
mergulha no rio a caminho, trazendo a vida de volta.
GOTA que cai. Visão que se vai. Qual imaginação.
Poder...
Somos todos GOTAS, na imensidão do Universo.
Somos todos poder,na imensidão deste verso.
Nunca subestime a força de um sorriso...
o poder de uma palavra...
de um ouvido para ouvir...
um honesto elogio...
o envio de um email...
ou até o menor acto de carinho!
(Desconheço o autor)

 

publicado por Marisa às 13:18

link do post | comentar | favorito
|

Tentei

 



"Não havia nada que eu pudesse fazer,
Mas eu fiz.
Alcançar tal coisa era impossível,
E eu a busquei.
Não haviam mais esperanças,
E as mantive.
Não restava tempo para mais nada,
Mas eu lutei até a última hora.
Não queriam mais,
Eu insisti.
A última palavra havia sido dita,
Mas eu ainda falei.
Enfim...
Estou passando pela vida e tudo vai se fechando,
Mas a felicidade está em mim,
Pois se nada tenho,
Por tudo lutei,
E sem me arrepender de nada,
Num futuro poderei dizer..."

- " TENTEI " -
AD

 

publicado por Marisa às 13:08

link do post | comentar | favorito
|

Bom domingo

 

 

004bom-fim-de-semana-107.gif

publicado por Marisa às 10:34

link do post | comentar | favorito
|

Bom Domingo

 

 

 
 
publicado por Marisa às 09:19

link do post | comentar | favorito
|

Bom Dia

 

 

bom-dia-041.gif 

publicado por Marisa às 06:39

link do post | comentar | favorito
|

Bom Fim de Semana

publicado por Marisa às 03:08

link do post | comentar | favorito
|

O que fazemos no mundo

 

 

 O que fazemos no mundo

Cada dia é feito de infinitas possibilidades.
Há um milagre acontecendo a cada instante.
A cada fração de tempo a vida eclode,
Exuberante!

Porque tudo traz em si o seu contrário,
O seu avesso, o seu reverso,
Uma vida chega ao fim,
E, simultânea,
Outra aparece.

Lá onde o fim
Apenas o começo.

Porque nada é por si mesmo nem é sozinho,
A vida não cessa,
Transforma-se...

De tudo o que acontece à nossa volta,
Quase nada percebemos,
E pouco nos interessa.

Ignorantes,
Indiferentes à essência das coisas,
Às aparências
Nos acostumamos.

Desperdiçamos a maravilha
Que é fazer parte
Desse enigma impressionante.

Há muito que perdemos o olhar infante,
O êxtase do menino ao contemplar o oceano,
Nos reduzimos ao quotidiano,
Às banalidades,
Ao insignificante.

O tempo que sobre a terra nos foi concedido,
Patéticos, gastamos a explorar estandes,
A percorrer prateleiras
De supermercados,
Vitrines de lojas elegantes.

Esvaíram-se nossas manhãs
Sem ternura,
Sem amor,
Sem semeadura.

O solo, deixamos árido,
A amizade, desprezamos.
Nossa energia
Esbanjamos chorando.

Tempos sombrios - disse o poeta
Aqueles dos quais não escapamos.

Assim acreditamos desfrutar a vida:
Praticando o anatocismo alucinante.

Construímos  racionais  os argumentos
Que explicam a fome e a guerra.

Democracia é um discurso que escrevemos com sangue
ao demarcar nossos domínios sobre a terra.

E, distraídos,
Apenas seguimos o fluxo
Do estúpido progresso que inventamos,
Sem nos perguntar: Por que?
Pra onde?

O medo que sofremos se resume
À perda de nosso vil patrimônio.

Nossas crianças já ficaram velhas,
Não há mais sábios,
Não há mais amantes,
Mas pobres de nós!  ainda temos
Automóvel,
Lipoaspiração,
Viagra,
Diamantes.

Porque queremos cada vez mais do que temos,
Não temos tempo de saber porquê queremos
E nem sabemos, na verdade, o quê queremos.

Um dia, fantasmas, partiremos...
Corpúsculos, seremos dissolvidos
E separados
Partículas que somos

Do todo a que um dia pertencemos,
Do ser que jamais compreendemos.

Em nossa curta,
Imprecisa existência,
Desprezível fração de segundos,
Simples piscar de olhos no universo,
Nunca soubemos
Que não havia outro observador,
Além de nós mesmos.

Beatriz Vargas Ramos


publicado por Marisa às 00:52

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

A minha poesia

 

 

A minha poesia



Um dia me perguntaram
Como sinto a poesia,
Certamente não pensaram
Na resposta que eu daria.
Eu sinto-a em qualquer lugar,
Sinto no ar que respiro,
Na brisa que vem do mar,
No cintilar das estrelas
E na magia de vê-las,
Na noite escura a brilhar.
Nas folhas novas que brotam,
Nas andorinhas que voltam
Anunciando a Primavera
No orvalho da manhã,
A poesia está
Onde nós queremos vê-la.
No desabrochar da flor,
Nos pássaros a chilrear,
Pode-se sentir poesia,
Na beleza do luar.
No pulsar dum coração,
No apertar de uma mão,
Na meiguice de um olhar.
Numa criança que nasce,
Que é o renovar da vida,
É uma bênção de Deus,
E não há coisa mais querida,
Aos olhos dos filhos seus.
Naquela mão calejada,
Pelo peso da enxada,
Do cajado ou do martelo
Naqueles cabelos brancos,
Que escondem segredos tantos,
Naquele olhar de desvelo.
Está na rocha no granito,
Está em Deus, no infinito,
Está na imensidão do mar,
E na onda que desmaia
Ao beijar a areia, a praia.
Está na lava dum vulcão,
Está em toda a natureza
Que encerra tanta beleza,
Está no nosso coração!

vulcão



Albina Dias

publicado por Marisa às 00:22

link do post | comentar | favorito
|

Parabéns , Manuel Rei

 

 

 

 

publicado por Marisa às 00:02

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 19 de Abril de 2008

FELIZ ANIVERSÁRIO MANUEL REI

FELIZ ANIVERSÁRIO MANUEL REI



ISTO TORNOU- SE MANIA
DE QUE QUANDO Á ANIVERSÁRIO
ESCREVO SEMPRE UMA POESIA
QUANDO VOU LER O MEU ROSÁRIO

AGORA CALHOU A VEZ
DE DO MANUEL REI ME LEMBRAR
FAZ AMANHÃO AINDA NÃO FEZ
PORQUE É AMANHÃ QUE VAI COMEMORAR

DO MELHOR QUE A MATRIZ TEM
NO SEU SEIO A TRABALHAR
MEUS PARABENS PARA ELE TAMBÉM
NO SEU DIA PARA RECORDAR

O DESPORTO MUITO LHE DEVE
E NÓS LHE ESTAMOS AGRADECIDOS
O CARINHO DE TODOS ELE RECEBE
POR TODOS ESTES ANOS JÁ VIVIDOS

Fernando Peixoto

publicado por Marisa às 23:59

link do post | comentar | favorito
|

Olá

 

 

 

publicado por Marisa às 23:53

link do post | comentar | favorito
|

Recado !!!

 

 

 

publicado por Marisa às 22:16

link do post | comentar | favorito
|

COMO É BOM SONHAR

 

COMO É BOM SONHAR


Corações: 6

 

COMO É BOM SONHAR
CONTIGO MINHA FLOR
SONHAR PARA EU ME LEMBRAR
COMO É BELO O NOSSO AMOR

QUERIA SEMPRE SONHAR
SEM UM SEGUNDO SENTIDO
PARA QUANDO AO ACORDAR
O AMOR NÃO TER PERDIDO

QUERIA SONHAR AMOR
COM MUITA ALEGRIA E PAIXÃO
PORQUE ÉS A LINDA FLOR
QUE ENFEITA O MEU CORAÇÃO

COMO É BOM DE SONHAR
SENTIR QUE É REALIDADE
UM SONHO DE NUNCA ACABAR
TODO ELE DE FELICIDADE

Fernando Peixoto

 

publicado por Marisa às 22:11

link do post | comentar | favorito
|

A vida

 

A vida não me ensinou a:

Dizer adeus às pessoas que amo.
Sorrir às pessoas que não gostam de mim.
Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade.
Aceitar gratuitamente agressões que não levam a nada
nem a lugar algum.
Calar-me frente à violência de qualquer tipo.
Aceitar meus erros como algo inerente ao ser humano.
Afinal eu posso ser sempre melhor.
A aceitar as injustiças quando tudo que fazemos
é só tentar ajudar as pessoas.
Sorrir quando o que mais desejo é gritar
todas as minhas dores para o mundo.
Ficar inerte quando os que amo estão com problemas.
Ser hipócrita;
Amar aos que me machucam ou querem fazer de mim
depósito de suas frustrações e desafetos.
Ficar em cima do muro.
Fechar meus olhos às injustiças;
Ser imune à dor de um irmão, de um amor, de um amigo.
Perdoar incondicionalmente, mas sempre procurar perdoar.
Amar incondicionalmente.
Tudo isso a vida não me ensinou,
ou, tentou ensinar-me, mas meus ouvidos estavam surdos
e só ouviram algumas coisas.
Porém a vida ensinou-me e colocou em meu caminho:
Algum amor;
Alguma alegria;
Algumas belezas;
Um pouco de poesia.
Ensinou-me a, algumas vezes, perdoar.
Outras, a pedir perdão.
Ensinou-me a sonhar acordada
(e, isso, eu aprendi facilmente).
A acordar para a realidade (sempre que fosse necessário).
A aproveitar cada instante de felicidade;
A chorar de saudade sem vergonha de demonstrar.
Me ensinou a ter olhos para "ver e ouvir estrelas",
embora nem sempre consiga entendê-las.
A ver o encanto do pôr-do-sol.
A sentir a dor do adeus e do que se acaba, sempre lutando
para preservar tudo o que é importante
para a felicidade do meu ser.
A abrir minhas janelas para o amor;
a não temer o futuro;
a aproveitar o presente como um presente que da vida recebi,
e usá-lo como um diamante que eu mesma tenha que lapidar
lhe dando a forma da maneira que eu escolher.
E é dessa forma que tento viver e levar a minha vida
para frente, embora, às vezes, eu tropece,
como qualquer ser humano, normal,
afinal faz parte da edificação, do crescimento!

 

 

publicado por Marisa às 21:45

link do post | comentar | favorito
|

EM MOMENTOS QUASE ENCANTADOS

 

 

EM MOMENTOS QUASE ENCANTADOS

white


finita
a seta
rasga o tudo
e o vento
e cai

com o tempo
as âncoras
inclinam-se em museus
e barcos derivam

o homem
atravessa comigo
sente medo
e peca
tomba
um pouco atrás

concubinas
cobiçam na missa
imaturas florescentes
são cardumes nos corais

ocorre em essências
de não medirem cores
posto que ao dizer alma
somente crianças são iguais

em momentos quase encantados
apreensões de paisagens
tornam-se descritivos memoriais

delineia
a mente
seus confrontos
planeia
deuses impegáveis
para nas trevas
dormir em paz

há pavores de vidas
em nascentes
em caminhos
e finais

um bêbado sempre se pensa deus
agora mesmo
um deus bebeu demais
e se perdeu

finita
a seta
adormeceu o interior do cais
meus olhos se tornam vidro
na fumaça da música
lacrimejam espelhos

não foi por acaso
mas por estar em caminhos
descobri
sou o homem que atravessa

criei
um deus finito
seta
ainda que final
acreditei que era mentira
e era

tenho garfos no peito
pensadores nas axilas
por que falei das concubinas?
sendo eu aquele homem
também posso ser o deus
perdido em perfeição
tão belo
que não serve mais

fiquemos com as paisagens
logo alguém faz um círculo
pode ser triste
ser chuva
finita
a seta me diz
não é nada

no final
vai ver
a vida
é um carrossel de luz

Edmir Carvalho Bezerra

publicado por Marisa às 19:30

link do post | comentar | favorito
|

Girassol

 

 

Girassol
O meu olhar é nítido como um girassol.
Tenho o costume de andar pelas estradas
Olhando para a direita e para a esquerda,
E de vez em quando olhando para trás...
E o que vejo a cada momento
É aquilo que nunca antes eu tinha visto,
E eu sei dar por isso muito bem...
Sei ter o pasmo essencial
Que tem uma criança se, ao nascer,
Reparasse que nascera deveras...
Sinto-me nascido a cada momento
Para a eterna novidade do Mundo...
Creio no mundo como num malmequer,
Porque o vejo. Mas não penso nele
Porque pensar é não compreender...
O Mundo não se fez para pensarmos nele
(Pensar é estar doente dos olhos)
Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo...
Eu não tenho filosofia; tenho sentidos...
Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é,
Mas porque a amo, e amo-a por isso
Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem sabe por que ama, nem o que é amar...
Amar é a eterna inocência,
E a única inocência não pensar...
Alberto Caeiro
publicado por Marisa às 18:33

link do post | comentar | favorito
|

Abraço pelas letras

 

 

Abraço pelas letras

Conheço abraços,
envolventes,
quentes,
ternos,
ardentes,
cheirosos,
suados,
apenas dados..
O abraço diz muito,
diz de desculpas,
diz de carinho,
diz de sentimentos,
diz de amor...
Fala por si,
representa sem nada dizer,
no silêncio de seu conteúdo...
Grita calado,
faz-se entender...
Desnuda rancores,
Faz-se flores...
Tenho recebido um abraço diferente,
Com todas as características deles,
Vem assim, por letras,
por intenções,
trazido pelo carinho,
pelo querer bem...
Vem, apenas vem..
Envolve a gente,
Faz carícias na alma,
Diz tanto!
Alívia dores,
tira medos,
faz-nos amados...
Tem cor de cumplicidade,
de amizade daquelas únicas,
de presença!
É! nunca pensei que pudesse ser abraçada por letras!
Sou!

abraco.jpg
Texto de Jane Lagares
publicado por Marisa às 18:17

link do post | comentar | favorito
|

Metade de Mim

 

 

 

Que a força do medo que tenho
Não me impeça de ver o que anseio;
Que a morte de tudo em que acredito
Não me tape os ouvidos e a boca;
Porque metade de mim é o que eu grito,
Mas a outra metade é silêncio...

Que a música que eu ouço ao longe
Seja linda, ainda que tristeza;
Que a mulher que eu amo seja pra sempre amada
Mesmo que distante;
Porque metade de mim é partida
Mas a outra metade é saudade...

Que as palavras que eu falo
Não sejam ouvidas como prece
E nem repetidas com fervor,
Apenas respeitadas como a única coisa que resta
A um homem inundado de sentimentos;
Porque metade de mim é o que ouço
Mas a outra metade é o que calo...

Que essa minha vontade de ir embora
Se transforme na calma e na paz que eu mereço;
E que essa tensão que me corrói por dentro
Seja um dia recompensada;
Porque metade de mim é o que penso
Mas a outra metade é um vulcão...

Que o medo da solidão se afaste
E que o convívio comigo mesmo
Se torne ao menos suportável;
Que o espelho reflita em meu rosto
Um doce sorriso que me lembro ter dado na infância;
Porque metade de mim é a lembrança do que fui,
A outra metade eu não sei...

Que não seja preciso mais do que uma simples alegria
para me fazer aquietar o espírito
E que o teu silêncio me fale cada vez mais;
Porque metade de mim é abrigo
Mas a outra metade é cansaço...

Que a arte nos aponte uma resposta
Mesmo que ela não saiba
E que ninguém a tente complicar
Porque é preciso simplicidade para faze-la florescer;
Porque metade de mim é platéia
E a outra metade é canção...

E que a minha loucura seja perdoada
Porque metade de mim é amor
E a outra metade... também.

(Oswaldo Montenegro) 

publicado por Marisa às 17:47

link do post | comentar | favorito
|

Infante

 

 

     Infante

Quietude inerte de harmoniosa noite,
Olhar voltado para a amplidão distante,
Corpos celestes qual suave açoite,
Brasões dourados no corpo do infante.

Aves noturnas num revoar dolente,
A perlustrar no espaço do infinito oculto,
Plácido bailado de evolução crescente,
Bela plumagem circunscrevendo o vulto.

Cálido orvalho de singelo manto,
Flores silvestres de matizes feitas,
Canção da vida sufocando o pranto,
Folhas caídas, a rolar desfeitas.

Velejando algures no caminho do tempo,
Na infinita estrada do meu percorrer,
Sinto lembranças de arrebatamento,
Singro distâncias no alvorecer.

 

Wellington Macêdo

 

publicado por Marisa às 17:46

link do post | comentar | favorito
|

Saudade

 

Saudade

Saudade, um vago olhar estendido à distância
Que se volta ao passado e, nele, fica absorto,
revendo imagens de singular importância,
Grande bem da alma antiga, ainda, não todo morto.
 
Misto de alegre e triste,, embora breve a instancia,
Tanto a envolve o prazer de indizível conforto.
Suave mentira, que se impregna de fragrância,
Nova forma de vida ao que estivera morto.
 
Momento emocional, domina o sentimento
Sobre a razão, trazendo o passado ao presente,
Recompõe, incompleta, a imagem desejada.
 
Qual a felicidade, ela fica um momento,
Depressa, já se vai,, mas nos deixa contente:
-Desejo, apenas, de rever a coisa amada.

 

 

Raymundo Nonato de Almeida Gouveia

publicado por Marisa às 17:42

link do post | comentar | favorito
|

Que posso desejar para você hoje?

 

 

 

Que as verdadeiras amizades continuem.
Que as lágrimas sejam poucas, e compartilhadas.
Que as alegrias estejam sempre presentes
e sejam festejadas por todos.
Que o carinho esteja presente em um simples olá, ou em qualquer outra frase mesmo que digitada rapidamente.
Que os corações estejam sempre abertos para novas amizades, novos amores, novas conquistas.
Que Deus esteja sempre com sua mão estendida  apontando o caminho correto.
Que as coisas pequenas como a inveja  ou desamor, sejam retiradas de nossa vida.
Que aquele que necessite de ajuda encontre sempre em nós uma animadora palavra amiga.
Que a verdade sempre esteja acima de tudo.
Que o perdão e a compreensão superem as amarguras e as desavenças.
Que este nosso pequeno mundo virtual seja cada vez mais humano.
Que tudo que sonhamos se transforme em realidade.
Que o amor pelo próximo seja nossa meta absoluta.
Que nossa jornada de hoje esteja repleta de flores.
Que a Felicidade momentânea da Vingança, ceda espaço para a Felicidade eterna do Perdão.

 

Que posso desejar para você hoje?

Criador Perdido

publicado por Marisa às 17:39

link do post | comentar | favorito
|

Mar

 

 

    

 


Mar

 

Mar que te quero
Pisar sublime nas suas águas, 
Sentir o sabor do sal
Nos meus lábios
Incandescentes de amor!
 
Um amor de paz
Percorre meu corpo todo
Com seu vai em vem das ondas espumantes
Quase trazidas em taças de champanhe,
Seu barulho batendo nas rochas
Como se fosse um despertar da aurora!
 
Mar tão sublime mar
Onde vejo a lua banhar em suas águas, 
Da felicidade daquela gaivota
Que acabara de voar,
Reverencio o seu poder poético
Traçando imaginações constantes
Nas suas águas abençoadas,

Rosa Candida


Alimento para todos nós!

publicado por Marisa às 17:29

link do post | comentar | favorito
|

Sonhos

 

Todo ser humano possui sonhos.
 Sonhos grandes, sonhos pequenos, sonhos.
 Sonhos nascem a cada dia, a cada hora, a cada minuto.
 Sem percebermos um sonho nasce dentro do nosso coração.
Sonhos nos motivam a viver, a continuarmos caminhando.
 Vivemos, na verdade, na busca da realização dos nossos sonhos.
 Às vezes, pessoas que estão ao nosso redor,
 tentam matá-los com palavras de pessimismo.
 Acham que, se não podem realizar seus sonhos,
 as outras pessoas também não merecem realizar os seus.
Puro egoísmo. 
Muitas vezes, achamos que não conseguiremos realizá-los, 
que eles estão muito distante de nós.
Ou achamos que não merecemos, porque não somos ninguém.
 Se não acreditarmos neles, os perderemos. 
Temos que tirar do baú os sonhos, caso contrário, eles envelhecem
 e assim não conseguiremos mais realizá-los.
 A realização vem pela luta, esforço e persistência.
Caminhar ao lado de pessoas que nos motivem a sonhar
e a persistir nos mesmos é muito importante.
 É um passo para a realização deles. 
Mesmo que tudo o leve a pensar que parece impossível,
Não desista do seu sonho.
 Busque forças dentro de você. Peça ajuda a Deus.
 Nenhuma oração volta sem resposta.
Acredite que tudo pode acontecer,
 quando desejamos do fundo do coração.
 Da bíblia temos que: "Tudo posso naquele que me fortalece". 
Tudo e não algumas coisas!
 Acredite na beleza dos seus sonhos e na capacidade de realizá-los.
Você é capaz! Sonhe sempre.
 Nunca deixe de sonhar e você será sempre um vencedor.

Reinilson Câmara

 

 

publicado por Marisa às 15:02

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Pricipais coisas

 

 

As pricipais coisas que aprendi na vida até agora

 

 

 

Image hosted by Photobucket.com

Depois de algum tempo você aprende a diferença,
A sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma.
E você aprende que amar não significa apoiar-se,
E que companhia nem sempre significa segurança.
E começa a aprender que beijos não são contratos
E presentes não são promessas.
E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida
E olhos adiante, com a graça de um adulto
E não com a tristeza de uma criança.
E aprende a construir todas as suas estradas no hoje,
Porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos,
E o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.
Depois de um tempo você aprende que
O sol queima se ficar exposto por muito tempo.
E aprende que não importa o quanto você se importe,
Algumas pessoas simplesmente não se importam...
E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa,
Ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.
Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que se leva anos para se construir confiança
E apenas segundos para destruí-la,
E que você pode fazer coisas em um instante,
Das quais se arrependerá pelo resto da vida.
Aprende que verdadeiras amizades
Continuam a crescer mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida,
Mas quem você tem na vida.
E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprende que não temos que mudar de amigos
Se compreendemos que os amigos mudam,
Percebe que seu melhor amigo e você
Podem fazer qualquer coisa, ou nada,
E terem bons momentos juntos.
Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida,
São tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos
Deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas,
Pode ser a última vez que as vejamos.
Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós,
Mas nós somos responsáveis por nós mesmos.
Começa a aprender que não se deve comparar com os outros,
Mas com o melhor que pode ser.
Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser,
E que o tempo é curto.
Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo,
Mas se você não sabe para onde está indo, qualquer caminho serve.
Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão,
E que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade,
Pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação,
Sempre existem dois lados.
Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer,
enfrentando as conseqüências.
Aprende que paciência requer muita prática.
Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera,
 que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.
Aprende que maturidade tem mais a ver
Com os tipos de experiência que se teve,
E o que você aprendeu com elas,
Do que com quantos aniversários você celebrou.
Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.
Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens,
Poucas coisas são tão humilhantes
E seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.
Aprende que quando está com raiva, tem o direito de estar com raiva,
Mas isso não te dá o direito de ser cruel.
Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame,
Não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode,
Pois existem pessoas que nos amam, 
Mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém,
Algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.
Aprende que com a mesma severidade com que julga,
Você será em algum momento condenado.
Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido,
O mundo não pára para que você o conserte.
Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.
  Portanto, plante seu jardim e decore sua alma,
Ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.
E você aprende que realmente pode suportar...
Que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe,
Depois de pensar que não se pode mais.
E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!
Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem
Perder o bem que poderíamos conquistar,
Se não fosse o medo de tentar.

 


William Shakespeare
publicado por Marisa às 14:58

link do post | comentar | favorito
|

FELIZ SÁBADO

 

 

kckywmgc-1.gif picture by AmizadesdaNet
Já que sempre ganho amigos dos meus amigos.
 Foi assim sempre. Uns ganhei há tempos.
Outros são mais recentes.
E quem os deu
 não ficou sem eles,
Pois amizade pode ser sempre
 dividida,
Sem nunca diminuir ou enfraquecer. Pelo contrário.
Quanto mais dividida mais aumenta.
E há mais vantagens na amizade:
É uma das poucas
 coisas que não custam nada,
Mas valem muito, embora não sejam vendáveis!
Entretanto, é preciso que se cuide um pouco das amizades.
 As mais recentes, por exemplo, precisam de alguns cuidados.
Poucos, é verdade, mas indispensáveis.
É preciso mantê-los com um certo calor, cuidar, falar com eles.
Com o tempo eles crescem,
Ficam fortes e suportam alguns trancos.
 Os mais antigos, já sólidos, não exigem muito, não.
São como as mudas de plantas que, 
depois de enraizadas, parecem viver sem cuidados,
Porém
 não podem jamais ser esquecidas.
Algo é preciso para mantê-las vivas.
Prezo muito minhas amizades
E reservo sempre um canto no meu peito para elas.
E sempre que surge a ocasião,
Não perco a
 oportunidade de dar um amigo a um amigo,
Da mesma forma que ganhei.
E não adiantam as despedidas.
 De um amigo ninguém se livra fácil.
Amizade, além de contagiosa, é incurável.

Quero falar aos amigos.
 Os amigos que tenho
 são os melhores que alguém poderia ter.
Além disso, os amigos que tenho,
Têm muitos amigos e os dividem comigo.
 Assim, meu número de amigos sempre aumenta,

Autor desconhecido

 FELIZ SÁBADO

ivfb46nq.gif picture by AmizadesdaNet

publicado por Marisa às 14:57

link do post | comentar | favorito
|

Auto Retrato

 

 

 

 

 

 

 

 

Se me contemplo tantas me vejo
que não entendo quem sou.- No tempo do pensamento -
Então...vou despreendendo elos que tenho,
alças, enredos...
E é tudo imenso !...
Múltipla, venço este tormento
do mundo que em mim carrego.
E una...contemplo o jogo inquieto em que me padeço.
E recupero o meu alento,
e assim vou sendo...
Aquecida no fogo das paixões,
contraída no frio da existência...
( Porque no meio da Vida faz frio, faz medo )

 

 

publicado por Marisa às 13:25

link do post | comentar | favorito
|

Olá

 

 

am020.jpg picture by ceuzitagirassol
Vivam felizes
publicado por Marisa às 10:22

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Lindo Sábado

 

Recados e Imagens - Sábado - Orkut



publicado por Marisa às 10:18

link do post | comentar | favorito
|

Queria um abraço hoje!!!

Queria um abraço hoje!!!



De repente deu vontade de um abraço.
Uma vontade de entrelaço, de proximidade..
de amizade.sei lá..

Talvez um aconchego que enfatize a vida
e amenize as dores...
Que fale sobre os amores,
que seja teimoso e ao mesmo tempo forte.

Deu vontade de poder rever
saudade de um abraço.
Um abraço que eternize o tempo
e preencha todo espaço,
mas que faça lembrar do carinho,
que surge devagarzinho
da magia da união dos corpos,
das auras..sei lá..

Lembrar do calor das mãos
acariciando as costas a dizer..
"estou aqui."
Lembrar do trançar dos braços
envolventes e seguros afirmando
"estou com você"..
Lembrar da transfusão de forças
com a suavidade do momento
..sei lá..
abraço...abraço...abraço...
abraço...abraço..abraço...
abraço...abraço...abraço...

O que importa é a magia deste abraço!
A fusão de energia que harmoniza,
integra tudo, e que se traduz
no cosmo, no tempo e no espaço.
Só sei que agora deu vontade desse abraço!!
Que afaste toda e qualquer angústia.
Que desperte a lágrima da alegria,
e acalme o coração..
Que traduza a amizade,
o amor e a emoção.
E para um abraço assim
só pude pensar em você....
nessa sua energia,
nessa sua sensibilidade
que sabe entender o por quê...
dessa vontade desse abraço.


(
TrovadorPR (Macedo Junior) )

Feliz Dia

publicado por Marisa às 06:55

link do post | comentar | favorito
|

Paródia Virtual

Paródia Virtual
luar na noite.gif
 
 
Neste mundo virtual
Há de tudo…afinal:
Gente boa, gente má,
Gente que se faz de amiga
Outra que vive d'intriga...
 

Mas muitas pessoas queridas
Sinceras, boas, amigas!...
 

Também há o bajulador
E o que fala d’amor
Sem sentir o qu’isso é.
 

Há Maria e o Zé…
A senhora e o senhor,
E quem só faça banzé
Para alimentar o ego!
 

Há poetas de valor
Que expressam o sentimento
Em poemas com talento!
 
Há o que vê, e o cego;
 
Há de tudo sim, senhor!
 
E até o plagiador
O maldoso, o indecente
Que apenas chateia a gente
Com coisinhas sem valor.
 

Neste mundo virtual
Que se diz a Internet…
Há o sábio e o saloio
Há o trigo e há o joio!
 

Este mundo virtual
É jardim…é matagal.
Há de tudo, afinal!...
 
Diferençar?
A nós compete!...
       
***     
 
Fernando Reis Costa
Coimbra, 18.04.2008

 

 

publicado por Marisa às 04:17

link do post | comentar | favorito
|

UM SORRISO....A VIDA

 

 

UM SORRISO....A VIDA

Um sorriso nesta vida
É sempre agradável ver,
Não custa a quem o dá
E é muito bom receber.

Um sorriso em qualquer boca
Dado ao princípio do dia,
Faz o dia mais brilhante,
Transparecendo de alegria.

Um sorriso verdadeiro
Com sentimento na alma,
Sereniza circunstâncias,
E inspira a paz e a calma.

Um sorriso pode dar-se
Mesmo às vezes sem vontade,
Mas seja lá como for,
Transmite graciosidade.


Um sorriso a qualquer hora
É sempre contagiante,
É uma imagem fagueira,
Que nos fica desse instante.


Um sorriso é saudável
E ao ser humano é preciso.
Ai, como é gratificante,
Ver à chegada um sorriso!…

Euclides Cavaco
publicado por Marisa às 03:59

link do post | comentar | favorito
|

Quem

 

 

 

publicado por Marisa às 03:29

link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Abril de 2008

Uma Rosa

Categoria  - Flor
 

A quem me deu perfume,

A quem me deu sentido,

A quem só me fez bem,

Ofereço uma rosa,

Aqueles que sorriram comigo,

Aqueles que comigo partilharam lágrimas

Aqueles que souberam da minha existência

Ofereço uma rosa

Aos nobres do sentir

Aos ricos do viver

Aos imperadores do amor.

Ofereço uma simples rosa


Aqueles que simplesmente foram amigos(as)

Que ternamente fizeram do silêncio sair sons,

Que cantaram comigo,

Que me olharam, e, me sentiram

Ofereço a minha rosa,

Àqueles realmente interessantes!

       

Um abraço.

publicado por Marisa às 23:58

link do post | comentar | favorito
|

Boa Noite

 

 

publicado por Marisa às 23:57

link do post | comentar | favorito
|

Tua Presença

 

 

Tua Presença

Em cada momento um acto
em cada acto um pensamento
em cada pensamento uma saudade
Em cada saudade você
Em cada hora uma história
em cada história uma aventura
em cada aventura uma lembrança
em cada lembrança, você
Em cada dia um livro
em cada livro um porquê
em cada porquê uma resposta
em cada resposta, você
Em cada amor uma vida
em cada vida um saber
em cada saber uma certeza
Certeza de gostar de você
Em cada música um canto
em cada canto uma poesia
em cada poesia um beijo
em cada beijo um desejo
em cada desejo, você
Em cada pássaro um vôo
em cada vôo uma paixão
em cada paixão uma loucura
em cada loucura, você
Em cada sorriso uma alegria
em cada alegria uma felicidade
em cada felicidade uma vontade
em cada vontade uma satisfação
em cada satisfação um prazer
Em cada prazer.....você
Só você, eternamente você......

Desconheço o Autor(a)

publicado por Marisa às 23:53

link do post | comentar | favorito
|

Porto de Amor

 

 
Porto de Amor
 
Como um Porto,
me deixei ficar, para aportar seu Amor!
Senti, que na maré calma e serena,
deslizava um pequeno barco,
chegando de muito longe.
Percebi  que dentro dele
você estava,  e,
carregado de fantasias,
trazia o coração a transbordar
de amor e alegrias!..
 
Deixei-o aportar.
Aguardei que prendesse as amarras.
Com um "frisson", senti você desembarcar.
Fechei os olhos. Minha pele se arrepiou,
sem que eu pudesse ter o controle.
A emoção libertou a lágrima,
contida na sofreguidão
da  angustiante espera da sua chegada.
 
Em meus lábios, senti o calor dos seus.
Em minha face, somaram-se as lágrimas
suas e minhas, que brotaram libertas de nosso olhar,
e, como pérolas, deslizaram, 
deixando no beijo o gosto do mel
que há muito guardado estava,
 à espera do divino momento,
em que no Porto de minha vida,
atracasse seu Batel, jogando a âncora
para não mais partir!..
 
Num misto de emoção e desejos,
permitimos nossos Corpos
 se despirem das fantasias criadas,
quando longe estivemos, e juntos
tornando-se unos, deixam-se levar,
como ondas do mar que vêm e vão,
nos dando o prazer maior, neste acto
de Amor, Desejado..
agora,
Consumado!..
 
Thais S Francisco

 

 

 

publicado por Marisa às 23:17

link do post | comentar | favorito
|

VERTIGENS

 

 

VERTIGENS
Ontem, puxaram-me o tapete
– ainda que mágico, voador –
e o chão me faltou:
vertigens
Corri para um piso/pouso seguro
a poesia
meu inutensílio favorito
depois da psicanálise
Só elas me aprumam
me rumam
me fumam
até que só fique a guimba
o bagaço
até que só reste um traço
como na tela, o eletro de um morto
um porto
onde a alma ancora
e o corpo é que vai embora
 
Ana Guimarães
publicado por Marisa às 21:45

link do post | comentar | favorito
|

Até vocês..

 

 

Rodopio,no auge o volteio,
na ponta um lago, um cisne, quem sabe...
Imagem que como pluma paseia pelo seu rosto,
provocando cócegas, sorrisos e satisfação.
Quem sabe um quê de valsa, de festa, noir.
Baila ao som de um clássico que conhece.
O que assopra aos seus ouvidos e o convida a largar-se,
em entregue suspiro.
Em média luz, em devaneio os sentidos: indefinido prazer.
Simultaneamente os pensamentos flutuam, seguem, sem repressão.
Interceptam galáxias e chegam até vocês.


publicado por Marisa às 21:39

link do post | comentar | favorito
|

CAMINHAR AO TEU LADO

 

 

 

CAMINHAR AO TEU LADO

Pela estrada que se abre
à nossa frente, querida,
Iremos juntos, quem sabe,
até que se finde a vida.

Galgando passo após passo
o caminho de nossa emoção,
esquecendo do nosso cansaço,
tua mão colada à minha mão.

Pisando pedras no caminho,
sentir o sol em nosso peito,
partilhando nosso carinho,

Fazendo do amor um confeito
andando bem de mansinho,
viver um amor tão perfeito

(Jorge Linhaça)
publicado por Marisa às 19:58

link do post | comentar | favorito
|

Bom Fim de Semana

publicado por Marisa às 18:54

link do post | comentar | favorito
|

Beijo e mais Beijo

 

 

publicado por Marisa às 18:29

link do post | comentar | favorito
|

Nunca deixes de sonhar

 

 

 

 

Nunca deixes de sonhar
 
 
Muito falas.
Pouco dizes.
É o que dizem.
Não descansas
Ficas quase a rebentar
Só tens paz
Quando semeias
Todas as maravilhas circundantes
E as vês crescer exponencialmente
Nos rostos alheios.
Não te querem compreender,
Chamam-te exagerado,
Não querem acreditar
Que o sonho pode afirmar-se...
Eles não sonham
E não sabem que o sonho pode tornar-se realidade
Porque nunca sonharam
Embora julguem
Que deixaram de sonhar há pouco

Autor  desconhecido

publicado por Marisa às 18:12

link do post | comentar | favorito
|

APELO A SANTO ANTÓNIO ...

 

APELO A SANTO ANTÓNIO ...

Ó meu rico Santo António
Meu santinho Milagreiro
Vê se levas o Zé Sócrates
P'ra junto do Sá Carneiro

Se puderes faz um esforço
Porque o caminho é penoso
Aproveita a viagem
E leva o Durão Barroso

Para que tudo corra bem
E porque a viagem entristece
Faz uma limpeza geral
E leva também o PS

Para que não fiquem a rir-se
Os senhores do PSD
Mete-os no mesmo carro
Juntamente com os do PCP

Porque a viagem é cara
E é preciso cultivar as hortas
Para rentabilizar o percurso
Não deixes cá o Paulo Portas

Para ficar tudo limpo
E purificar bem a coisa
Arranja um cantinho
E leva o Jerónimo de Sousa

Como estamos em democracia
Embora não pareça às vezes
Aproveita o transporte
E leva também o Menezes

Se puderes faz esse jeito
Em Maio, mês da maçã
A temperatura está boa
Não te esqueças do Louçã

Todos eles são matreiros
vivem à base de golpes
Faz lá mais um favorzinho
E leva o Santana Lopes

Isto chegou a tal ponto
E vão as coisas tão mal
Que só varrendo esta gente
Se salvará Portugal!!!

 

 

glitter graphics

 

AD

publicado por Marisa às 17:36

link do post | comentar | favorito
|

SOl

 

 

   

Sol

Há dentro de ti um sol que quer projectar raios o mais longe que puder.
Não ponhas à frente dele um pano preto de lamentações, revoltas e materialismo.
Deixa-o livre para expandir luz e calor.
Quanto mais acreditares que tens este sol e que ele é vida abundante, mais eliminas a escuridão interior e abres portas ao optimismo e à esperança.
Passas a desfrutar de uma paz que jamais esperavas possuir e aparece um mundo novo, mais claro, mais
alegre e que te quer bem.
Acredita no teu sol, põe luz no que fazes e confia no futuro.
Deixa o teu sol interior brilhar e serás o primeiro a ser iluminado.

publicado por Marisa às 16:45

link do post | comentar | favorito
|

Tanta Chuva!!!!

 

recados para orkut

 

publicado por Marisa às 16:34

link do post | comentar | favorito
|

Beijos

 

 

    
publicado por Marisa às 13:58

link do post | comentar | favorito
|

Acrescente...

 

 

 

 

 

publicado por Marisa às 13:35

link do post | comentar | favorito
|

Sexta Feira

 

 

000ybudgirls.gif 

publicado por Marisa às 12:57

link do post | comentar | favorito
|

Bom Dia

 

 

 

publicado por Marisa às 07:28

link do post | comentar | favorito
|

Nunca....

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Marisa às 06:25

link do post | comentar | favorito
|

Tem uma linda noite !

 

 

 

 

 

 

 

Antes que adormeças,
observa a página que escreveste
neste dia,
repara se não esqueceste de registrar as pequenas alegrias,
os sorrisos, os sinais de carinho,
os gestos de amizade, as discretas ternuras que se
escondem em singelos favores que nos fazem.
Observa também se desenhaste as flores que enfeitaram
este dia, mesmo aquelas que floresceram anônimas e
solitárias na beira das calçadas, se coloriste o céu com
o anil mais delicado, ou então se registraste a chuva
como uma teia de cristais pendurada nas árvores,
grudada nas vidraças...
Por certo hás de lembrar a lua que surgiu bem cedo,
ansiosa por despertar rubores no horizonte, e também
tingiste a noite com seus véus escuros, pontilhando-a
de estrelas cintilantes ...
Antes que adormeças, enfeita a página deste dia com
o brilho da tua presença, porque mesmo que não
tenhas lembrado ainda, tu és a parte mais importante
deste livro que escreves a cada dia que passa,
pois são teus gestos,
teus sorrisos, tuas lágrimas e
as tuas palavras que compõem com os teus
sentimentos a história da tua vida.
Antes que adormeças, prepara as tintas da esperança
e pinta com capricho a luz de um novo dia!
Lembra-te: o futuro sempre procura ler as páginas já
escritas ...

Tem uma linda noite !

 

 

publicado por Marisa às 00:36

link do post | comentar | favorito
|

Boa Noite

 

 

 

 

A noite acendeu as estrelas porque tinha medo da própria escuridão.

Mário Quintana

 

 

 

publicado por Marisa às 00:28

link do post | comentar | favorito
|

Coração de Poeta / Sentimentos de Poeta

DUETO 
Coração de Poeta / Sentimentos de Poeta
(Maria da Luz - Fernando Reis Costa
 
Coração de poeta
Maria da Luz
 
Tenho um coração recheado de fantasias.
Com raios do sol e da lua
Tranço minhas poesias.
 
Assim, a neve derrete, no encanto do amor.
Derramarei gotas de ternura
Pelo caminho em eu que for.
 
Na beleza do mar, procuro algo diferente.
E a brisa que me acaricia
Traz-me versos à mente.
 
No rastro das estrelas minh’alma vagueia.
De um anjo bebo o sorriso,
E do demônio rasgo a teia.
 
Na criança desperto sorriso e no adulto, amor.
E a ti entrego meus versos,
Num ramalhete em flor!...
 
Florianópolis, 1/4/2008
 
 
galo e galinhas.jpg
Sentimentos de poeta
Fernando Reis Costa
 
Na minha poesia exprimo sentimentos
Que são a voz do coração
Dos bons e maus momentos.
 
E como sou romântico por natureza
Vivo toda a emoção
Seja d’alegria ou tristeza.
 
Lembro os velhos tempos com saudade.
Exalto o amor e a paixão
E sei o que é dor e felicidade!
 
Escrevo poemas, singelos e dispersos
Sem ter sequer a pretensão
De ver um dia esculpidos os meus versos.
 
O meu coração é de poeta “santo e louco”:
Ri, chora, e ama por missão,
Mas... quiçá de poeta tenha pouco!
 
Se sou poeta… – confesso, não sei, não!
Nasci para amar e ser amado:
É isso que me diz o coração!
 
* * *
(Inspirado em “Coração de poeta” de Maria da Luz)
 
Fernando Reis Costa
Coimbra, 1.04.2008
 
publicado por Marisa às 00:10

link do post | comentar | favorito
|

O verdadeiro EU

 
 
A beleza transitória da matéria passa depressa.
Procure sondar a beleza interna das pessoas com quem convive.
Há flores belíssimas e perfumadas, que só duram poucas horas.
No entanto, apesar de feias, as pedras duram milênios, realizando suas tarefas.
Não seja, pois, leviano.
Não prefira o efêmero ao eterno, a beleza à Sabedoria.
Firme-se no que dura para sempre,
que é o Espírito Imortal, nosso verdadeiro EU,
e não no que cedo desaparece
publicado por Marisa às 00:08

link do post | comentar | favorito
|
,

pesquisar

 
,

Novembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

arquivos

Novembro 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Janeiro 2001

recentes

Pão por Deus

-----

------

---

-

----

--------

1 de Abril

---

---

links

blogs SAPO

subscrever feeds